O prazo para prestar contas ao Leão encerra-se no dia 30 deste mês, por isso o contribuinte precisa correr, pois quanto antes declarar, mais cedo receberá a restituição, caso tenha direito. Idosos, portadores de doenças graves e deficientes físicos e mentais têm prioridade para reaver os valores, que começam a ser pagos em junho pelo governo e seguem até dezembro, geralmente em sete lotes. Em 2015, o governo espera receber 27,5 milhões de declarações em todo o país.

A obrigatoriedade da entrega da documentação vale para aqueles que tenham recebido rendimentos tributáveis acima de R$ 26.816,55 ao longo de 2014. Também é obrigado a declarar quem recebeu rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados na fonte, cuja soma foi superior a R$ 40 mil.

Pelo computador, através do programa disponibilizado pela Receita Federal para download (http://idg .receita.fazenda.gov.br), o contribuinte pode baixar o programa e declarar sem auxílio de um profissional. Mas as regras e encargos que envolvem o preenchimento correto ou não do relatório, acaba gerando muitas dúvidas ao contribuinte.

De acordo com o Supervisor do Programa do Imposto de Renda no Paraná (PIR) Vergílio Concetta, não há motivos para apreensão, pois próprio programa da Receita demonstra a forma mais econômica de apresentação da declaração. “No menu do programa à esquerda há um item “Opção pela Tributação” em que, a cada informação inserida, vai se alterando e informando ao contribuinte o resultado do imposto apurado em ambas as alternativas simples ou completa. Compete ao contribuinte fazer a escolha considerando as regras estabelecidas”, descreveu.

Casos mais complexos precisam de contador

A presidente do Conselho Regional de Contabilidade do Paraná (CRC/PR), Lucélia Lecheta ressalva que o contribuinte pode fazer a sua declaração sozinho “caso entenda que está preparado para isso”. Mas o conhecimento técnico dos profissionais da contabilidade muitas vezes são essenciais para que o documento seja preenchido corretamente”, declarou. Para os que optarem por contratar um contador, o valor final será definido pela complexidade do trabalho a ser desenvolvido. Não existem tabelas predefinidas e a negociação é feita diretamente com o contribuinte, explica Lucélia.

“Quem antecipa a declaração tem tempo hábil para providenciar algum documento importante, além do que o trabalho pode ser desenvolvido com mais segurança”, diz Lucélia Lecheta. Foto: Ciciro Back.

Devido à política tributária do país, a cada ano aumenta o número de brasileiros que são obrigados a declarar seus rendimentos. O fenômeno acaba se transformando num nicho de mercado. “Ano a ano aumenta o movimento nos escritórios contábeis, principalmente em abril. Por isso, quanto antes se procura um contador, melhor”, aconselha a presidente do CRC/PR. “Quem antecipa a declaração tem tempo hábil para providenciar algum documento importante, além do que o trabalho pode ser desenvolvido com mais segurança”, alertou Lucélia. Ela disse ainda que os escritórios vêm se profissionalizando cada dia mais, treinando seus colaboradores responsáveis pela área, o que garante serviço de qualidade ao contribuinte.

Veja todas as dicas do Guia do Imposto de Renda 2015