Física é algo complicado para a grande maioria da população. Física nuclear, então, nem se fala. Mas para o jovem britânico Jamie Edwards, de apenas 13 anos, física nuclear é sinônimo de “projeto de feira de ciências”.

O cientista prodígio desenvolveu o seu próprio reator nuclear. É isso mesmo! Ele foi capaz de projetar um reator, gastando no processo cerca de duas mil libras esterlinas (aproximadamente R$ 8 mil) para a escola em que estuda.

O dispositivo, um fusor de Farnsworth-Hirsch, acelera íons até gerar a fusão nuclear. Questionado sobre a questão de segurança, uma vez que está lidando com energia nuclear, o garoto disse que basta apenas um pedaço de chumbo para conter a radiação e, quando o aparelho é desligado, para de emitir a mesma. Isso garantiu ao menino o título de mais jovem físico do mundo.

Veja o vídeo (em inglês)