Pela primeira vez no Brasil o número de tablets vendidos superou o de desktops de mesa. No ano de 2013, foram 8,4 milhões de tablets contra 5,7 milhões de computadores.

Mesmo com o grande crescimento na venda destes aparelhos de mão, o líder ainda é o notebook, com 8,2 milhões de unidades. Os dados são da consultoria IDC.

Além do custo menor, os aparelhos sem teclado têm demonstrado uma praticidade muito maior que a do desktop. Em média, os aparelhos custam cerca de R$ 550, dependendo da configuração.