O movimento da sustentabilidade chegou aos cosméticos. Já é possível encontrar no mercado produtos feitos com ativos naturais orgânicos e sem ingredientes químicos, como derivados do petróleo, ou de origem animal. Hidratantes, sabonetes e outros itens são feitos sem corantes, fragrâncias ou conservantes artificiais. Todo o material utilizado para a produção dos cosméticos tem certificação para orgânicos. Além de serem sustentáveis, os cosméticos orgânicos também auxiliam as mulheres que possuem pele sensível.

“Os cosméticos orgânicos têm pelo menos 95% de ativos orgânicos ou óleos essenciais, além da característica de cultivo orgânico, sem agrotóxicos ou pesticidas. Esses produtos não possuem conservantes químicos, sem os chamados parabenos ou silicones. Não têm nada que seja sintético ou químico”, explica a médica dermatologista Karin Helmer. De acordo com ela, por suas características, os cosméticos orgânicos tendem a oferecer menores riscos para a saúde, podendo ser utilizados por quem tem peles sensíveis.

A dentista Claudia Franco da Costa Fernandes conheceu os cosméticos orgânicos durante uma visita ao Mercado de Orgânicos, anexo ao Mercado Municipal de Curitiba. Ela tinha problemas com os sabonetes comuns, que causavam rachaduras nas mãos. “Achei a proposta interessante e experimentei. Aos poucos, fui trocando tudo o que eu tinha pelos produtos orgânicos e hoje eu só compro assim. O meu maior problema é o sabonete. Com o sabonete orgânico, é outra coisa”, comenta.

Ela diz que, apesar de o sabonete orgânico custar um pouco mais caro do que o comum, vale a pena investir no produto. “Vejo o preço, mas eu penso na minha mão. Prefiro economizar em outros setores”, afirma. O sabonete custa em média R$ 12, mas os preços dos cremes hidratantes e tônicos faciais – entre R$ 25 e R$ 35 -, são próximos de produtos regulares vendidos em lojas de cosméticos.

Claudia é cliente da loja Cativa Natureza, com sede em Curitiba e com franquias em todo o país. De acordo com a proprietária Rose Bezecry (foto), a clientela é formada por pessoas que possuem foco na qualidade de vida e na sustentabilidade, além daquelas que possuem peles sensíveis ou com tendência para alergias. “Os produtos orgânicos também são procurados por grávidas e pacientes que estão fazendo quimioterapia ou radioterapia”, esclarece.

A Cativa Natureza começou em um pequeno espaço no Mercado de Orgânicos em Curitiba e, aos poucos, aumentou tanto a sua atuação quanto a quantidade de produtos oferecidos. O estabelecimento vende apenas cosméticos com rastreamento e certificados próprios para orgânicos. São 72 produtos diferentes, como creme hidratante corporal, hidratante para o rosto, espuma facial, creme para mãos, creme para pés, sabonete, sabonete esfoliante, shampoos e condicionadores, entre outros.

A linha Biomas do Sul, por exemplo, contém óleos de café e physalis, além do extrato da casca do pinhão. Como os produtos orgânicos não possuem fragrâncias sintéticas, os cosméticos desta categoria possuem óleos essenciais para dar o cheiro, o que ainda favorece a aromaterapia. Outras linhas levam princípios ativos da erva-mate e da flora amazônica.

No entanto, é preciso prestar atenção, ressalta Karin, pois existe diferença dos cosméticos orgânicos para os naturais, que possuem até 5% de ativos naturais em suas composições. A médica dermatologista Christiane Likes Mischiatti, da Paraná Clínicas, faz um alerta sobre os cosméticos naturais. “Não é porque é natural que ele pode ser isento de alergias. É preciso tomar cuidado”, salienta. Outra categoria de produtos que não possuem conservantes são a maquiagem e os cosméticos minerais. “São produtos que causam menos alergias ou irritações na pele”, indica Christiane.

Karin ainda faz uma orientaç&atild,e;o para as pessoas que querem comprar produtos sustentáveis. Para a proteção contra o sol, a opção é utilizar cremes que possuem óxido de zinco ou dióxido de titânio. Eles atuam como bloqueadores e não são absorvidos pela pele. “Só não dá para sair sem qualquer proteção, em qualquer horário”, alerta a dermatologista.