Levar a Justiça para quem precisa. Esta foi a motivação para a hoje desembargadora Joeci Machado Camargo criar o programa Justiça nos Bairros, desenvolvido desde 2003. O projeto começou em Curitiba e depois se estendeu para todo o Paraná. O Justiça nos Bairros permite a resolução de problemas de maneira mais rápida e atende uma demanda reprimida pelo Judiciário, principalmente por pessoas de baixa renda. Outro destaque é a realização de casamentos coletivos, celebrados pela própria Joeci. O projeto promoveu mais de 40 mil audiências. A próxima edição será no dia 19, na Regional do Bairro Novo.

Como surgiu a ideia do projeto?

Na minha trajetória, sempre procurei atender a população carente. O projeto surgiu quando eu vim para Curitiba (quando juíza, Joeci percorreu diferentes cidades do interior). Desenvolvi tudo isto para a Rua da Cidadania. Fizemos sem ônus para ninguém. Utilizaria alunos da própria Defensoria Pública, o Ministério Público, advogados voluntários. E iríamos para o sábado. Seria forma de acolher o problema da pessoa.

Havia uma demanda muito grande por estes serviços?

Existiam aquelas filas intermináveis em frente a Defensoria Pública. Aquilo me motivou a fazer. Pensava: “vamos fazer tudo direto”.

O que mais surpreendeu no início do projeto?

A primeira edição foi no Bairro Novo. Chegamos lá e vimos a enorme quantidade de gente. Pensava se conseguiríamos atender a todos. Conseguimos. Muitos não tinham levado toda a documentação, mas a gente tinha um calendário. Então, eles se programavam. Depois, fizemos no Boqueirão e tinha o dobro em relação ao primeiro dia. Fomos depois para o Pinheirinho e foi algo surpreendente. Aquele dia eu achei que a gente não ia conseguir atender todos. A última audiência foi perto da meia-noite.

E como está o projeto atualmente?

Temos o nosso centro de atendimento (que fica no complexo das Varas de Família, no Centro Cívico, em Curitiba). Tudo o que puder imaginar é possível neste centro, montado neste ano. E ainda tem os dias e horários determinados para o atendimento nas Ruas da Cidadania, além da parceria com o sistema Fecomercio para a realização do projeto em todo o Estado.