Falta de paciência, mau humor, angustia e reações explosivas. Se este quadro vem fazendo parte da sua rotina pode ser sinal de que a irritação está excedendo os limites.

A irritação é uma resposta normal do ser humano frente a frustrações e situações desagradáveis e está relacionada à agressividade que carregamos internamente.

Nem sempre a irritação é um sentimento negativo, pois ela serve também para sinalizar que algo não está indo bem e para preparar o organismo em situações de perigo.

O corpo também sente

Quando estamos frente a situações ameaçadoras nosso corpo se prepara para enfrentá-las. Quase todo o organismo reage, liberando grande quantidade de hormônios como a adrenalina, por exemplo.

A adrenalina é secretada pelas glândulas supra-renais e nas situações de stress estimula o coração, aumenta a pressão arterial, preparando o corpo para obter a energia necessária para enfrentar as ameaças.

Este processo faz parte da natureza humana e está relacionado às estratégias biológicas de sobrevivência. O problema surge quando o corpo permanece em constante alerta, gerando um estado de stress e irritabilidade crônica, que passa a interferir negativamente no trabalho, nas relações pessoais e até na saúde.

O que fazer

A vida hoje parece ser feita de urgências e por isso nem sempre é fácil manter a calma. O primeiro passo é interpretar os sinais do corpo e os próprios sentimentos.

Identificar os motivos geradores de angustia também é importante. Se não for possível mudá-los de imediato o melhor a fazer é traçar estratégias que contornem o mau humor e a irritação.

Momentos diários de lazer, prazer e relaxamento podem funcionar como pequenos respiros necessários para retomar a motivação perdida.

Praticar esportes também é uma boa tática para controlar a ansiedade e evitar o estress. Atividades físicas liberam endorfina, promovem alegria além de reforçarem a auto-estima.