Ter uma boca saudável não significa apenas a ausência de cáries. Saúde bucal está relacionada com gengiva, mucosa, dentes e toda a parte funcional da boca, incluindo a mastigação. Manter os cuidados com a boca é tão importante quanto dar atenção para qualquer outra parte do corpo. As mulheres devem ficar atentas e acrescentar na rotina atividades como a escovação correta para garantir um sorriso perfeito.

O dentista Julio César Cavichiolo, da Clínica Orto Total Odontologia, no bairro Novo Mundo, lembra que a saúde bucal está diretamente ligada com todas as funcionalidades da boca. Por isto, há necessidade de passar por uma avaliação com um profissional para verificar o que está fora do padrão de normalidade. O diagnóstico pode detectar os problemas na boca e eles podem, inclusive, estar associados. Cada situação precisa de um tratamento e o dentista vai traçar o plano de ação correto e individualizado. Depois de todo este processo de tratamento, a manutenção será composta por uma limpeza mais profunda nos dentes, no consultório, a cada seis meses.

Sandra Bertoli, assistente de gerente do SESC Odontologia – consultório ligado ao Serviço Social do Comércio (SESC) que atende comerciários e dependentes no centro de Curitiba -, ressalta que a manutenção da saúde bucal contribui para a saúde em geral da mulher. “Gostamos de dizer que a saúde começa pela boca”, afirma. O “meio ambiente” da boca precisa estar saudável por completo. “A promoção da saúde bucal significa qualidade de vida”, ressalta Sandra.

Uma boa saúde bucal é importante também para evitar o surgimento de outras doenças, como problemas no coração. “Às vezes, outros problemas no corpo, como no coração ou no estômago, podem estar associados com bactérias presentes na boca”, alerta Julio César. Muitas vezes, quando a pessoa está com sintomas de doenças do coração, o médico cardiologista encaminha primeiramente o paciente ao dentista para verificar a existência de doenças ligadas à boca, como inflamação na gengiva, a chamada periodontite. A bactéria causadora da doença pode cair na corrente sanguínea e atingir outros órgãos.

Rotina para saúde bucal em dia

As mulheres devem incluir na rotina os cuidados com a boca. Não pode esquecer a escovação depois de qualquer refeição – mesmo os lanches no meio da manhã ou da tarde. A língua também deve ser escovada, de acordo com Sandra Bertoli, do SESC Odontologia. E o fio dental não deve ser esquecido. “A escovação, o fio dental e a limpeza da língua são os três pilares da limpeza diária adequada”, comenta. A escova de dente deve ser macia e alcançar todos os lados e todos os dentes. O fio dental vai ajudar na remoção de resíduos que a escova não alcança. “A escovação da língua é muito importante porque anatomicamente a língua é muito irregular”, destaca Sandra.

Para o dentista Julio César Cavichiolo, a limpeza pode ser complementada com o uso de um enxágue bucal sem álcool. “Mas eu recomendo o uso alternado a cada semana. Use o enxágue bucal em uma semana e descanse na seguinte. Da mesma forma que o produto diminui as bactérias ruins, ele atinge as boas também”, pondera.

A manutenção de uma boa saúde bucal passa pela visita periódica ao dentista, o que deve acontecer a cada seis meses para quem está com a saúde bucal equilibrada. Além da limpeza mais profunda, o dentista pode fazer uma avaliação e acompanhar o quadro do paciente, o que auxilia na prevenção de doenças. Quem está com problemas, como inflamações, deve i,r ao consultório a cada três meses.

Só existe uma recomendação especial para mulheres quanto aos cuidados com a boca. As grávidas devem ficar atentas e consultar um dentista. Qualquer alteração na boca pode influenciar na saúde e se tornar um problema em função do momento de gestação. “Elas devem sim procurar um dentista para receber todas as orientações necessárias”, salienta dentista Julio César Cavichiolo.