Em um evento em Tóquio, a empresa demonstrou o dispositivo alimentando um controle remoto, um interruptor de uma lâmpada e uma lanterna LED. O mecanismo funciona de uma forma semelhante ao do dínamo de uma bicicleta; apenas no movimento de algumas “chacoalhadas” fornece a energia para recarregar a bateria.

O dispositivo gera eletricidade usando uma bobina, um ímã, e um condensador que carrega eletricidade, todos encaixados na bateria. Devido à sua baixa produção, é projetado para ser usado em coisas tais como controles remotos de TV e dispositivos de LED, que consomem baixa potência e não consomem energia elétrica de forma contínua.

A ideia por trás da tecnologia é eliminar a necessidade de baterias recarregáveis tóxicas ou descartáveis que podem prejudicar o meio ambiente.

Seu tamanho pequeno é compatível diretamente com as fontes de energia existentes. Ele pode produzir energia suficiente em freqüências razoavelmente baixas, em torno de 4 a 8 Hz. Segundo os especialistas, isso é impressionante.

Para recarregar um produto, não importa quanto tempo você o agite. Depende do número de vibrações, e de como você agita. Existem variações curtas ou longas e velocidades diferentes que você pode por o aparelho para agitar.

Segundo a Brother, ainda não há planos para comercializar as baterias.

Fonte:Dispositivo de vibração tem o objetivo de substituir baterias .