O lançamento do foguete da missão espacial conjunta entre Brasil e Argentina, chamada Operação Angicos, foi adiado para sábado (15). Esse é o terceiro adiamento. De acordo com o chefe da missão argentina, Roberto Oscar Yasielski, o vôo atrasou hoje por causa de um problema no experimento daquele país que será transportado no foguete, sobre controle de altitude.

?A comunicação de dados com a estação terrestre foi interrompida. Quando resolvemos o problema, os ventos começaram a ficar fortes demais?, disse Yasielski. Ele explicou que o foguete só pode ser lançado das 6h às 7h30, por isso, o lançamento teve que ser adiado para sábado.

O foguete VS-30 pesa 1,5 mil quilos e mede oito metros de comprimento. Ele será lançado do Centro de Lançamento da Barreira do Inferno, em Natal (RN). O vôo durará de sete a oito minutos e atingirá uma altura máxima de 140 quilômetros do solo.

Durante a Operação Angicos, também será levado ao espaço um estudo brasileiro da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), um receptor do Sistema de Posicionamento Global (GPS).