Tempestades de poeira ameaçam dificultar a chegada de uma série de sondas a Marte no fim deste ano e no início do ano que vem. Segundo o site de notícias da BBC, os especialistas da agência espacial da Europa, a ESA, e dos EUA, a Nasa, estão acompanhando a evolução de uma tempestade grande que começou no início de dezembro e está se unindo a tempestades menores, no Hemisfério Norte. Acumulada sobre os painéis solares, a poeira pode prejudicar os suprimento de energia dos robôs exploradores Beagle 2, da ESA, que deve pousar em Marte na véspera do Natal, e Spirit e Opportunity, da Nasa, que aterrissam em janeiro. Segundo especialistas, como a poeira também tende a reter mais calor na atmosfera, dilatando-a, as tempestades também podem prejudicar o funcionamento das sondas que estão na órbita do planeta.