Uma equipe de pesquisadores da Universidade de Lubeck, na Alemanha, descobriu que uma molécula do sistema de imunidade do corpo, chamada de interleukin-6 (IL-6), ajuda o cérebro a reter memórias durante o sono REM, quando é inalada.

A pesquisa foi feita com 17 homens jovens, que passaram duas noites no laboratório. Em cada noite, após lerem dois pequenos contos, eles utilizaram um spray nasal, que continha IL-6 ou um placebo.

O sono e atividades cerebrais dos participantes foram monitorados durante toda a noite. Durante a manhã, os participantes escreveram todas as palavras que conseguiram lembrar sobre as histórias que leram na noite anterior.

O grupo que recebeu a aplicação de IL-6 conseguiu lembrar de mais palavras do que os que receberam o placebo. Lisa Marshall, co-autora do estudo, afirma que a pesquisa prova que o IL-6 tem um papel importante na formação de memórias a longo prazo durante o sono humano.