No Brasil, quando uma pessoa espirra, dizemos “saúde”. Nos países de língua inglesa, a expressão mais utilizada nessas situações é “bless you”, que vem de “god bless you”, e significa “deus te abençoe”. As pessoas fazem isso por hábito e consideram que seja a coisa adequada a se fazer. É bem possível que o “saúde” dos brasileiros e o “benção” dos estadunidenses tenham a mesma origem.

Entretanto, ninguém deseja saúde ou abençoa quando alguém arrota ou solta gases. Mesmo assim, o espirro é uma reação corporal tão normal quanto aquelas, então, por estas culturas que desejam bençãos em casamentos e batizados fazem o mesmo para um espirro?

Existem algumas teorias que tentam explicar a origem disso: uma das mais comuns é que, antigamente, na Europa, durante as crises da peste bubônica, acreditava-se que a alma da pessoa ficava desprotegida durante o espirro, e por isso as pessoas abençoavam quem espirrava, para protegê-los.

Em outras culturas, espirros não são vistos como um sinal de falta de proteção contra o diabo, mas mesmo assim têm superstições associadas aos espirros. No Japão, espirrar sem motivo aparente é um sinal de que alguém está falando de você, parecido com aquela história de ficar com a orelha quente.

Quanto à superstição do espirro, existem vários sentidos para uma benção, desde a invocação de um poder divino, um encorajamento de boa sorte ou até uma aprovação. Em algumas religiões, é sugerido que as pessoas abençoem seus inimigos, em vez de amaldiçoá-los. Na Bíblia cristã, por exemplo, uma passagem sugere isso. A ideia de abençoar seus inimigos consiste em invocar um poder superior para intervir a seu favor – mesmo que seja para algo bom acontecer à pessoa e ela deixar de ser sua inimiga. Então, quando espirrar da próxima vez “saúde e deus te abençoe!”.