Comendo pelas beiradas. Como um mineiro de primeira mão, o peso-meio-médio Warlley Alves, 25 anos, é uma das feras que estarão no octógono da Arena da Baixada, no próximo sábado, pelo UFC 198, em Curitiba. Com um cartel perfeito dez vitórias em dez lutas -, o lutador brasileiro enfrenta o americano Bryan Barbarena no sétimo combate da noite.

Campeão do reality show The Ultimate Fighter Brasil 3, Warlley é considerado uma das principais revelações do MMA nacional na atualidade. “Quando eu raspo a barba é como se eu estivesse indo para a guerra. Já começa a entrar na minha cabeça que eu estou ali preparado para morrer, no sentido literal da palavra”, disse o mineiro.

É nesse espírito que Warlley tem atropelado seus adversários no maior evento de MMA do mundo. Márcio Lyoto, Alan Jouban, Nordine Taleb e Colby Covington já sentiram o gosto da derrota pelas mãos do mineiro. Mãos, aliás, que são as chaves para os principais triunfos de Warlley.

Das dez vitórias conquistadas na carreira, seis foram por finalização, seu ponto forte. “Podem colocar todos os top 10 da categoria que eu vou passar por cima. Eu não tenho medo. A única coisa que eu sinto é vontade de guerra. Na hora que eu entro ali é guerra”, ressalta.

“Deus me colocou aqui dentro e eu vou sair como campeão. Não tem caô. É porrada. Vou entrar lá e dar o meu melhor”, completa o meio-médio. Para manter a invencibilidade, Warlley encara uma zebra. Bryan Barbarena derrotou o ‘queridinho do UFC’ Sage Northcutt em seu último duelo. Mais uma prova de fogo para o mineiro, que parece estar mesmo disposto a ‘passar o caminhão’ na categoria.