Antes da folia, vale uma visita
à Lagoa Encantada e ao Véu da Noiva.

Uma opção para quem quer fugir da muvuca carnavalesca em Salvador (BA) e curtir a festa de Momo em um cenário cultural e natural exuberante é participar do Carnaval Cultural, em Ilhéus, na Costa do Cacau, a 465 quilômetros de Salvador. Este ano, a data da festa coincide com a nacional, quando acontecem as comemorações em todo o país.

De 28 de fevereiro a 4 de março, a cidade, que é hoje o terceiro maior destino turístico da Bahia, vai ferver ao som de trios elétricos, blocos afros, afoxés e “bailes da saudade”.

Promovido pela Secretaria de Turismo de Ilhéus em conjunto com a Fundação Cultural e criado em 1997 pelo prefeito Jabes Ribeiro, o já tradicional Carnaval Cultural reúne, todos os anos, turistas do mundo inteiro em uma grande festa com direito a trios elétricos e, o que é mais importante, ao resgate dos costumes locais.

Já confirmaram presença para o Carnaval deste ano a Banda Eva, Terra Samba, Mambolada, Bom Balanço, Bragaboys, Beto Jamaica, Margareth Meneses, Kátia Guima e Carla Visi, além de vinte artistas regionais que vão animar os foliões na Avenida Soares Lopes todos os dias até o sol raiar.

Neste verão cravo e canela de Ilhéus, a expectativa é de que haja um aumento considerável no fluxo de turistas. O Carnaval Cultural encerra a temporada com uma programação eclética que atende a todos os gostos.

Para os saudosistas, a animação fica por conta dos integrantes dos grupos da Melhor Idade, sempre fantasiados, que prometem alegrar os participantes dos tradicionais “bailes da saudade”, no Circo Folias de Gabriela. Os jovens que curtem o som da música axé têm uma boa opção no circuito de Momo, onde os trios elétricos passarão trazendo atrações nacionais e locais.