Ilson Almeida
Roteiro pela África do Sul
inclui a bela Cape Town.

Viajar por diversos países sem se preocupar com as barreiras de um idioma desconhecido. Essa é uma das vantagens do programa Mundo para Brasileiros, uma das novidades da operadora CVC para 2007. São roteiros por diversos países, que trazem como principal diferencial o acompanhamento de guias brasileiros. O projeto diferencia-se também por abranger trajetos rodoviários entre as cidades, que são feitos a bordo de ônibus de luxo. Três rotas já estão no mercado: Costa Leste Americana, Buenos Aires/Santiago do Chile e África do Sul.

O roteiro Costa Leste Americana, por exemplo, é um trajeto rodoviário que percorrerá a costa, de Miami a Nova York, passando por Washington e Orlando. O outro roteiro abrange Argentina e Chile, em um trajeto rodoviário que inclui atrativos como a travessia da Cordilheira dos Andes, descendo a bela Rodovia dos Caracolles, e as vinícolas argentinas de Mendoza, Córdoba e Rosário.

O roteiro África do Sul oferece passeios em Cape Town, Johannesburgo, Hluhluwe e Reino da Swaziland, onde o turista pode conhecer a arte e cultura zulus.

Nordeste

Pelo interior do Brasil, a bola da vez continua sendo o Nordeste. A região tem os destinos mais procurados, por isso, a operadora aumentou o número de pacotes com vôos fretados. Serão 190 fretamentos contra 150 do ano passado. A partir de Curitiba, a CVC tem pacotes rumo a Porto Seguro, Fortaleza, Recife/Maceió e Natal, do réveillon até a última semana de janeiro. São viagens com vôos diretos, partindo de Curitiba, o que gera economia de tempo (aproximadamente cinco horas) e de dinheiro – cerca de R$ 400.

Para Ricardo Luz, representante da CVC, o problema nos aeroportos do País não deve impedir o brasileiro de viajar. ?Houve um problema, hoje já quase não se tem atrasos?, diz. Ricardo acredita que a tendência é o brasileiro viajar mais devido à estabilidade do real e a baixa do dólar. ?Isso é válido não só para as viagens internacionais como para as nacionais, porque todos os custos da aviação, por exemplo, são baseados em dólar e, também, os cruzeiros têm preços em dólar?, lembra.

Danielle de Sisti
Ricardo Luz: ?Brasileiros
devem viajar mais?.

Segundo Ricardo Luz, cerca de 25 mil paranaenses devem viajar pela CVC neste verão (dezembro até o Carnaval), 20% mais que no mesmo período do ano passado. Só no Paraná, além das lojas da operadora, cerca de 450 agências de viagens vendem os pacotes da CVC. ?O papel do agente é muito importante e nós temos visto um aumento no nível de profissionalismo deles aqui no Estado?, comenta.

Franceses

Depois dos escritórios na Argentina, Chile e Uruguai, a CVC aposta no mercado europeu para trazer mais estrangeiros ao Brasil. Em fevereiro do ano que vem, a operadora abre uma loja exclusiva em Paris. Ricardo diz que a decisão pela capital francesa é estratégica. ?A França é o maior emissor de turistas do mundo e o país que mais manda turistas para o Brasil. Eles vêm muito, principalmente, para o Rio de Janeiro e Foz do Iguaçu?, diz.

Caribe está na rota dos cruzeiros

Entre as novidades anunciadas pela CVC está também um cruzeiro de uma semana pelo Caribe a bordo do navio Blue Moon, cuja temporada tem início nesta sexta, dia 8. Esse navio é gêmeo do Blue Dream, operado pela CVC na costa brasileira. O cruzeiro vai partir de Aruba e percorrer Curaçao, Isla Margarita, Barbados e outras ilhas caribenhas. Uma viagem de uma semana a bordo do Blue Moon custa a partir de US$ 1.768 por pessoa, em cabine dupla, incluindo passagens aéreas a partir de Curitiba, em vôo fretado da TAM.

Além desse cruzeiro pelo Caribe, a CVC estará este ano com cinco navios na costa brasileira, os já conhecidos Blue Dream, Mistral e Pacific – , além das duas novidades do ano, Sky Wonder e Grand Voyager. Juntos, eles vão percorrer quinze roteiros, durante a temporada 2006/2007. A expectativa da operadora é a de embarcar 130 mil passageiros nos cruzeiros, um aumento de 145% em relação à temporada passada. ?Já estamos com 76% de ocupação nos navios?, comemora o representante da CVC em Curitiba, Ricardo Luz.

Esse ano, o Blue Dream, o Pacific e o Sky Wonder vão operar no sistema all inclusive, o que significa que o pacote de viagem já inclui refeições e bebidas, alcoólicas e não alcoólicas, com consumo ilimitado. ?A grande vantagem dos cruzeiros é que são uma forma de viajar com o orçamento fechado porque tudo é pago na compra do pacote, inclusive gorjetas, e o pagamento pode ser parcelado?, comenta Ricardo. (DS)