Fotos: Arquivo/Sec. Mun. Turismo
Portal anuncia a entrada na cidade mais alemã do Espírito Santo.

Clima agradável, paisagens exuberantes, história e os fortes traços da colonização mista de alemães e italianos fazem de Domingos Martins, município situado a 42 quilômetros de Vitória, um dos mais importantes destinos do Espírito Santo. A região de montanhas e cachoeiras fica ainda mais atraente no inverno, transformando-se em um ?point? de turistas oriundos de diversas localidades.

Colonizado por alemães e italianos, Domingos Martins ainda mantém fortes os traços de seus antepassados, refletidos na culinária, na cultura, no artesanato e na arquitetura. Logo na entrada da cidade, um pórtico em estilo germânico mostra a influência de imigrantes que chegaram à região entre 1847 e 1873.

O município faz parte da Rota do Mar e da Montanha e, apesar de ser mais lembrado pelos turistas no frio, tem atrativos naturais e estrutura de receptivo que merecem visita o ano todo, além das diversas festas realizadas de janeiro a dezembro. Dentre elas, as mais tradicionais são a Sommerfest (Festival da Imigração Alemã), Carnaval de Rua, Festa de Corpus Christ, Festival Internacional de Inverno, Festa do Morango, Blumenfest (Festa das Flores) e Brilho de Natal.

Agora, o município está em pleno Festival Internacional de Inverno, que teve início no último dia 20 e segue até o próximo domingo, dia 29. O maior dos eventos é dedicado aos amantes da música erudita, popular e folclórica, que promove mais de setenta apresentações, atraindo anualmente cerca de 80 mil visitantes de todo o País e exterior.

Na rota agroturística, as bucólicas casas típicas pomeranas que compõem a paisagem rural.

O próximo grande evento que acontece em Domingos Martins é a Festa do Morango, na região da Pedra Azul, uma das maiores produtoras da fruta no Espírito Santo. Durante o evento são comercializados quitutes feitos por doceiras locais à base da fruta, dentre eles tortas, geléias, licores e sobremesas. O evento, que já está na 20.ª edição, acontece de 3 a 5 de agosto, bom motivo para ir às montanhas capixabas.

Pedra Azul

Os aspectos tradicionais da colonização italiana e os atrativos naturais contribuem para que a região da Pedra Azul seja a localidade com maior atratividade turística do município. A hospitalidade e o conforto de hotéis e pousadas e as delícias servidas por restaurantes e cafés coloniais são características dessa área. Lá o turista pode provar uma variedade de pratos da gastronomia portuguesa, italiana, alemã, francesa e orgânica, além de quitutes regionais.

Parque da Pedra Azul é
cartão-postal de Domingos Martins.

Ponto principal da região é o Parque Estadual da Pedra Azul, criado para proteger um conjunto de valores culturais onde se destaca a Pedra Azul, uma formação de granito e gnaisse. Situada a 1.822 metros de altitude, ela pode ser vista desde a BR-262.

Sua fauna é riquíssima, composta de diversas espécies como macaco-prego, tatu, tamanduá-de-colete, jaguatirica, tucano, araponga, veado-catingueiro, mão-pelada, trinca-ferro, sabiá, além de animais ameaçados de extinção, como o sagüi-da-serra, onça-pintada e barbado.

O conjunto da vegetação existente na área do parque inclui a rupestre, que se desenvolve sobre as pedras, e a Floresta Ombrófila Altimontana, com suas orquídeas, bromélias, ingás, cedros, cássias, ipês, canjeranas, além de inúmeras variedades de canela.

Na montanha, bons hotéis e culinária farta

O rafting no Rio Jucu é famoso e boa forma de conhecer um pouco mais a natureza local.

Em Domingos Martins o turista pode apreciar as boas e fartas culinárias alemã e italiana. Em ambientes aconchegantes são servidos o tradicional Sauerkraut (chucrute) ou massas com muito molho e queijo, acompanhados de vinhos e licores fabricados artesanalmente. Também não faltam opções para os que apreciam uma comidinha caseira feita no fogão a lenha. Outra boa opção para os amantes da boa gastronomia são os cafés e casas de chá com seus irresistíveis bolos, tortas, biscoitos e geléias. São mais de vinte restaurantes.

Hospedagem

O município conta com mais de vinte equipamentos que somam juntos cerca de 2,6 mil leitos, grande parte concentrada na região da Pedra Azul. E há opções para todos os gostos – luxuosos de categoria internacional e também aconchegantes pousadas. Para os que querem estar em contato com a vida no campo há ainda opções de hospedagem rural.

Inclua no roteiro agroturismo e aventura

Praça Dr. Arthur Gerhardt vira ponto turístico no fim de ano, quando recebe enfeites de Natal.

Domingos Martins tem cenários para deixar qualquer turista encantado. A natureza privilegiada do município proporciona ao visitante a prática de diferentes tipos de esporte. Os que tiverem disposição podem praticar rapel em belíssimas cachoeiras, enveredar por trilhas que desvendam a beleza e exuberância da Mata Atlântica, passear a cavalo por lindas paisagens e se aventurar em um emocionante rafting pelas corredeiras do Rio Jucu. No município, há duas empresas que oferecem infra-estrutura para a prática de esportes radicais.

Delícias servidas na tradicional Festa do Morango.


Agroturismo

Quem quer algo mais tranqüilo pode optar pelo agroturismo. São várias as propriedades rurais que abrem suas portas aos turistas que querem curtir de perto a vida no campo. Nas propriedades, o turista pode comprar queijos, biscoitos, licores, vinhos, doces, iogurtes, geléias e embutidos fabricados artesanalmente e tem a oportunidade de participar da colheita de cereais, frutas e legumes.

Algumas fazendas têm alojamento e proporcionam ao turista a participação em atividades rurais, passeios por trilhas na Mata Atlântica e revigorantes banhos de cachoeira. Hoje o município conta com mais de setenta empreendedores do agroturismo cadastrados no Programa de Gestão Orientada para Resultados (Geor), do Sebrae.