Os atentados a Nova York ainda refletem
na rigidez em relação aos vistos.

A partir de 1.º de maio, as solicitações de visto de não-imigrante para residentes de Minas Gerais serão processadas pelo Consulado Geral dos Estados Unidos, em São Paulo. O Consulado em Recife processará as solicitações dos residentes da Bahia e do Sergipe. Os residentes do Espírito Santo e do Rio da Janeiro continuarão a ter seus pedidos de visto de não-imigrante processados no Rio de Janeiro. Além disso, o Consulado Geral no Rio de Janeiro continuará a processar as solicitações de visto de imigrante para todos os requerentes do Brasil.

Os vistos de não-imigrante destinam-se a viagens de pessoas que não vão residir permanentemente nos Estados Unidos. Nessa categoria incluem-se todos os vistos de turismo, negócios, profissionais, acadêmicos e de intercâmbio, além de vistos de trânsito nos aeroportos dos Estados Unidos.

O processo de solicitação de vistos de não-imigrante não mudou. Os requerentes devem obter a informação de como se candidatar e marcar as entrevistas pelo site da Embaixada www.visto.eua.com.br ou telefonando para 0300-313-0800, de segunda a sábado, entre às 8h e às 20h (chamadas de qualquer local do Brasil custam R$ 0,31 por minuto, mais taxas). As pessoas que requererem o visto via internet ou telefone serão encaminhadas para o consulado apropriado para serem entrevistadas. Além disso, a Embaixada dos Estados Unidos notificou o governo brasileiro, os governadores dos estados afetados e a Associação Brasileira de Agentes de Viagem (Abav) sobre essas mudanças.

Mais informações podem ser obtidas no site da Embaixada em Brasília, http://brasilia.usembassy.gov.