Leonid Strealiev/Divulgação
No desfile de carroças, os colonos alemães e italianos mostram
seus produtos.

A autenticidade da colonização alemã, italiana e portuguesa com suas danças e músicas, sua culinária e seus produtos típicos promete encantar os turistas que estiverem em Gramado, na serra gaúcha, entre amanhã e o dia 21.

O evento vai expor toda a diversidade cultural da gente que vive no interior do município. É a Festa da Colônia 2008, que será realizada na Praça das Comunicações (ao lado da Rodoviária). A cultura italiana e alemã, herdada dos primeiros colonizadores que lá chegaram, será festejada com muita originalidade pelas famílias descendentes, que habitam ainda o meio rural e mantêm os hábitos e costumes de seus antepassados.

No período da festa, os colonos se deslocam para o centro da cidade e trazem consigo toda a riqueza cultural do interior do município. Durante dezenove dias, vive-se um pouco da colônia, por meio de desfiles de carretas ornamentadas com objetos utilizados no dia-a-dia do campo, apresentações de bandinhas e grupos de dança, degustação de comida caseira e exposição e venda de produtos coloniais.

A autenticidade é a principal característica destas manifestações e, por este motivo, encanta a todos os visitantes. Além de dar oportunidade ao desenvolvimento de micro e pequenas empresas, a Festa da Colônia também incentiva o desenvolvimento do agroturismo e o intercâmbio cultural entre o homem do campo e o homem da cidade.

Programação

Entre os estabelecimentos que fazem parte da festa estão a Casa Nostra (restaurante italiano), a Unser Haus ou Casa Alemã e a Tasca Portuguesa, que irá assar um porco no espeto. Na Bier Platz, serão servidos chope e petiscos típicos alemães e na Kaffeehaus, situada em uma praça, no centro da cidade, um café colonial embaixo de parreiras serve iguarias típicas de um café da colônia do interior.

Fornos de barro serão montados na praça para assar e comercializar pães e cucas, que podem ser levados quentinhos para casa. Já na Feira de Produtos da Colônia de Gramado, serão comercializados os diversos produtos.

Além disso, haverá apresentação de bandinhas e grupos folclóricos de canto e dança. Um dos atrativos que mais chamam atenção na festa está o Desfile de Carroças, que acontece nos sábados, a partir das 16h. Mais que empolgados, os colonos trazem seus instrumentos de trabalho, produtos coloniais, frutas e verduras para o centro e protagonizam um desfile em carros puxados por bois. Todos vestidos com roupas típicas da colonização alemã ou italiana, eles fazem a alegria dos visitantes e dão um show na principal avenida da cidade.

Ao longo dos 18 dias da festa, será encenado o espetáculo Origens, que mostra a saga dos imigrantes que povoaram Gramado no fim do século XIX. Os turistas podem aproveitar também para fazer o passeio de agroturismo, a bordo da Princesinha, um ônibus temático que conduz o viajante a um contato maior com o verde e também com a história. Há também degustação de produtos típicos da colônia além, é claro, da oportunidade de tomar aquele delicioso café com pão quentinho. Para os mais corajosos, provar a grappa (cachaça feita do bagaço da cana) é imprescindível. Comer uma uva, e conhecer o local onde o casal da história que originou o filme o O Quatrilho estão enterrados, são alguns dos atrativos.