Fotos: Danielle de Sisti
Destino de verão consagrado,
Punta del Este quer mostrar
o que tem a oferecer no frio.

Punta del Este praticamente dispensa apresentações. É hoje o mais famoso balneário uruguaio, destino de milhares de turistas no verão e, mais recentemente, ponto cativo também de celebridades, seja para férias ou trabalho. Não raro se vê imagens do balneário estampando páginas das principais revistas brasileiras, mostrando que o destino está ?na moda?.

A pequena cidade de dez mil habitantes, a mais turística do Departamento do Maldonado, extremo sul do Uruguai, chega a registrar uma população de trezentas mil pessoas no verão, atraídas, principalmente, por suas praias, vida noturna intensa e o clima de badalação.

Mas Punta não é um destino só de verão. Embora pequena, tem estrutura de uma cidade turística grande, com atrativos que vão muito além da areia da praia. Tem bons restaurantes, bares, boates, cassinos, um grande centro comercial, incluindo a famosa Avenida Gorlero, e uma história que completa o primeiro centenário do ano que vem. Além disso, oferece, o ano todo, passeios à região serrana como também às ilhas Gorriti e dos Lobos.

A mão gigante que ?emerge? da areia é uma das marcas de Punta.

Os passeios de barco partem do porto de Punta, um dos cartões-postais da cidade, com sua marina sempre cheia de embarcações luxuosas. Ali, na alta temporada de verão, atracam também os grandes navios de turismo.

Em frente à marina, a noite é agitada. É onde está concentrada parte dos bares e pubs da cidade, incluindo o Mobidick, um dos mais badalados. Já a Barra, o bairro mais freqüentado no verão, fica pacato nesta época do ano. No meio do caminho, Beverly Hills, bairro mais chique da cidade, chama sempre a atenção dos turistas por abrigar casas de pessoas famosas.

Curiosidades

Um passeio pela cidade mostra que Punta tem também suas curiosidades. Uma delas é a ?esquina dos quatro mares?, no cruzamento das ruas El Trinqueta com a Capitão Miranda. O único lugar desta península onde se avista o mar olhando tanto para o norte, quanto para o sul, leste ou oeste. Pare bem no centro do cruzamento e faça o teste.

Igreja da Candelária guarda
uma das curiosidades de Punta:
um painel com o pai-nosso
em 30 idiomas.

Quem gosta de descobrir atrativos incomuns durante uma viagem deve conhecer também a Igreja Nossa Senhora da Candelária, próxima ao porto. Além de chamar a atenção pela boa conservação – um grande prédio azul impecavelmente bem cuidado -, a igreja guarda um painel com o pai-nosso escrito em nada menos do que trinta idiomas.

E as curiosidades não param por aí. Seguindo o passeio pela orla, o turista que não for avisado pode levar um susto. É que vai se deparar com a carcaça de um navio em meio às águas da Praia do Emir. De acordo com os guias de turismo, a Prefeitura bem que tentou tirar o casco do local, mas não conseguiu e hoje o navio naufragado é mais um atrativo curioso.

Uma mão gigante no meio da areia também é uma das marcas de Punta. Trata-se da escultura La Mano (A mão), do chileno Mário Irrazabal, na Praia Brava. Ninguém resiste a tirar uma fotografia em meio aos dedos ?que emergem da areia?.

Campanha

Além de mostrar que tem atrativos interessantes também no inverno, Punta faz uma campanha para conquistar públicos diferenciados, além dos já cativos brasileiros e argentinos. Nos Estados Unidos, por exemplo, quer se mostrar como alternativa para, principalmente, aposentados passarem longas temporadas, hospedando-se nos diversos hotéis ou até mesmo comprando imóveis no balneário. Isso porque oferece segurança, beleza, clima agradável e preços mais baixos do que de outros destinos com as mesmas características.

Pelo mar, o encontro com a natureza

Na Ilha dos Lobos vive a maior colônia de lobos marinhos da América do Sul: 160 mil animais.

Punta del Este tem uma natureza bem peculiar. É uma península banhada de um lado pelo Oceano Atlântico e de outro pelo Rio da Prata, oferecendo aos turistas a possibilidade de tomar banhos de rio e de mar numa mesma manhã. Duas ilhas – a Gorriti e a dos Lobos – também compõem o cenário e o leque de opções de passeios o ano todo. A Ilha dos Lobos é um atrativo que agrada adultos e crianças. Esse pedaço de terra de onze hectares, situado a apenas onze quilômetros da costa de Punta, é a moradia da maior colônia de lobos marinhos da América do Sul. Além dos aproximadamente 160 mil lobos, há dez mil leões marinhos no local. O barco chega bem perto, possibilitando avistar os dóceis animais com facilidade. E, claro, fazer muitas fotos. O passeio custa US$ 35 por pessoa, incluindo passeio pela ilha. Se a idéia é só ir de barco até lá, sem descer na ilha, o preço é US$ 15 por pessoa. (DS)