Ontem, dia 1.º de janeiro, teve início a mais recente medida para aumentar a eficiência do processo de solicitação de vistos para visitantes aos Estados Unidos. A embaixada e consulados daquele país no Brasil passaram a aceitar solicitações de vistos para turistas, estudantes e outras categorias de não-imigrantes apenas por meio do formulário eletrônico de solicitação (Electronic Visa Application Form – EVAF). Todos os solicitantes de vistos de não-imigrante devem preencher o formulário na internet usando o serviço EVAF.

A partir da implantação desse novo procedimento, as seções consulares dos EUA não mais poderão aceitar solicitações de visto apresentadas com o formulário DS-156 preenchido manualmente ou datilografado. Solicitantes sem o formulário DS-156 preenchido on-line não poderão ser entrevistados. O EVAF está disponível no endereço eletrônico http://evisaforms.state.gov e pode ser acessado a partir de qualquer computador com uma conexão à internet. Os formulários são preenchidos on-line.

No dia da entrevista, o solicitante deve apresentar uma cópia impressa do formulário com código de barras, devidamente preenchido e assinado. ?O código de barras impresso na última página do formulário contém as informações que o solicitante forneceu e nos ajuda a processar a solicitação mais rapidamente?, disse o cônsul-geral dos EUA, Simon Henshaw.

Além de acelerar e facilitar o processamento de pedidos de vistos, o EVAF oferece vantagens como maior proteção das informações pessoais fornecidas no formulário de solicitação. ?A segurança e privacidade do EVAF já foram comprovadas por milhões de solicitações processadas desde sua implementação em 2003?, disse Henshaw. De acordo com o cônsul-geral, ?no Brasil, observamos um enorme aumento na quantidade de pedidos de vistos, de 165 mil solicitações em 2005 para 385 mil em 2007, então, estamos fazendo o que podemos para aumentar nossa eficiência e melhor servir àqueles que querem visitar os Estados Unidos?.