Seja qual for a escolha, quem comprar um pacote para o Réveillon deve ficar atento a uma série de questões para não deixar a viagem estressante. Os aeroportos e alguns destinos turísticos estarão lotados e, por isto, algumas medidas podem evitar ainda mais transtornos.

De acordo com Roberto Bacovis, vice-presidente da Associação Brasileira de Agências de Viagem, seção Paraná (ABAV-PR), quem for viajar de avião deve se planejar para chegar pelo menos duas horas antes do horário de embarque para voos nacionais ou quatro horas antes para voos internacionais.

“É preciso pensar nas vias de acesso, em qualquer aeroporto. No caso de Curitiba, é preciso lembrar que o mesmo acesso para o Aeroporto Internacional Afonso Pena é utilizado por quem vai viajar pela BR-376 sentido Santa Catarina. Se o voo for 11 horas da manhã e a pessoa se programar para sair às 9h30, é possível perder o voo por causa do trânsito”, alerta.

Os passageiros devem fazer o check-in assim que chegarem no aeroporto. Quanto mais próximo do horário do voo, maior a tendência de encontrar filas. Chegando cedo, haverá tempo hábil para resolver algum problema com a passagem, por exemplo.

Bacovis ainda orienta a confirmação junto à companhia aérea e do horário do voo, além de checar toda a documentação necessária para a viagem. Os adultos devem levar um documento de identificação original.

Os pais não podem deixar de verificar a documentação das crianças (certidão de nascimento). Se um deles viajar sozinho com o filho, é necessária uma autorização judicial para isto.

“Também é preciso checar as vacinas obrigatórias para determinados destinos”, salienta Bacovis. No caso de viagens internacionais, um seguro de viagem com cobertura médica é exigido para a entrada no país. “Com tudo isto, tende a ser uma viagem tranquila”, declara.