O teleférico completa, este ano,
noventa anos de funcionamento.

O bondinho do Pão de Açúcar, importante equipamento turístico do Rio de Janeiro, reabriu na última sexta-feira. O teleférico está em obras desde o dia 1.º de abril, quando começou a troca dos oito cabos de sustentação, na qual a empresa investiu US$ 852 mil.

A substituição dos cabos se deve a uma determinação das normas internacionais que recomendam a troca a cada trinta anos. Como o bondinho faz noventa anos de funcionamento no dia 27 de outubro de 2002, a empresa decidiu fazer a obra nos meses de baixa temporada para reabrir dando início às comemorações pelas nove décadas do bondinho.

Além da substituição dos cabos, as estações ganharão novos bancos, nova iluminação e tratamento paisagístico; guarda-corpos do Pão de Açúcar e placas de sinalização serão trocados; os painéis de madeira das estações serão substituídos por vidro para que o turista possa ver as engrenagens do teleférico em movimento; o anfiteatro terá o teto trocado e ganhará novo equipamento de som. As plataformas para portadores de deficiência já foram adquiridas, e as que serão instaladas na estação Praia Vermelha chegam ao Brasil no final de junho. As do Morro da Urca e Pão de Açúcar chegam em setembro.

Primeiro teleférico instalado no Brasil e único no mundo com as faces laterais totalmente transparentes, o bondinho do Pão de Açúcar já transportou desde sua inauguração, em 27 de outubro de 1912, até hoje, 31 milhões de turistas. “No ano de 2001, 643.265 pessoas visitaram o Pão de Açúcar, uma média de 53.605 por mês”, informa a diretora-geral Maria Ercília Leite de Castro. O bondinho funciona diariamente de 8h às 22h. O preço para adultos é R$ 20, para crianças de 6 a 12 anos é R$ 10 e para crianças de até seis anos o passe é gratuito.