O cascading, ponto alto
da aventura, exige
coragem e concentração.

Para muitas pessoas, as cachoeiras são um convite à contemplação das belezas da natureza. Para outras, as águas – normalmente geladas -, são um chamariz para um banho refrescante. Mas os aventureiros preferem unir as duas definições, acrescentando a tudo isso uma dose de aventura e adrenalina. Isso é possível na prática do cascading, que consiste em descer a cachoeira utilizando técnicas de rapel. Um novo local que começa a ser explorado com o cascading é o Salto do Rio Saci, que fica Bairro Alto, no município de Antonina (PR), no meio da Mata Atlântica.

O acesso até o local é feito a pé, em uma caminhada que tem duração de aproximadamente duas horas. O primeiro trecho é percorrido por uma estrada de chão, aberta na década de cinqüenta, e que serviu para dar acesso aos trabalhadores que atuaram na construção da Usina Hidrelétrica Governador Pedro Viriato Parigot de Souza – inaugurada em janeiro de 1971 -, que é a única central hidrelétrica subterrânea do Sul do Brasil, localizada no município de Antonina. Para a sua construção, foram represadas as águas do Rio Capivari, a 830 metros acima do nível do mar. Esse represamento foi possível pela construção de uma barragem de terra de 58 metros de altura e 370 metros de comprimento. Da barragem, as águas são desviadas para o Rio Cachoeira, sendo conduzidas por um túnel subterrâneo que atravessa a Serra do Mar.

O segundo trecho, antes de chegar ao Salto do Rio Saci, é feito por uma trilha dentro da Mata Atlântica. O caminho mescla clarões em mata aberta e vegetação fechada, onde é preciso habilidade para transpor alguns obstáculos, como troncos caídos e desníveis do solo. Além disso, uma parte do percurso é feita sob a tubulação desativada de um antigo sistema de abastecimento de energia da região. Mas a parte mais difícil do trajeto é o canyoning, que consiste na caminhada dentro do leito do rio. São diversos desníveis compostos por pedras e pequenas quedas d?água, que formam o salto.

Prêmio

Mas todo o “sofrimento” é compensado pela riquíssima beleza da região. Durante o caminho é possível observar diversas formações, como os picos Ibitirati e Paraná, que é o maior do Sul do Brasil, com 1.877 metros de altura. Diversas espécies de bromélias ajudam a colorir a mata, que tem seu silêncio cortado pelo barulho das águas e pela revoada de tucanos, surucuás e gralhas azuis.

O esforço de vencer a caminhada é recompensada com o emocionante cascading no Salto do Rio Saci. A descida é feita por paredão que chega a trinta metros de altura, e finalizado dentro de uma piscina de água natural. O rapel feito é positivo – quando a decida é em contato com as pedras, e o equilíbrio é mantido pelos pés, porém, a velocidade é controlada pela pessoa conforme a corda vai sendo liberada.

Se traduzido para o português, a palavra cascading poderia ser definida como “descida de cascatas”, ou também conhecida como “rapel de cachoeira”. A atividade exige mais espírito de aventura do que conhecimentos técnicos. Por isso, a sua prática é recomendada com o apoio de um guia especializado. Além disso, depende da utilização de equipamentos específicos para a modalidade, como cordas, cadeirinhas e mosquetões.

Um dos grandes diferenciais do cascading no Salto do Rio Saci é o chamado “elemento surpresa”. O praticante não tem, da base, a visão total da cachoeira. Ele só consegue desvendar a aventura depois de vencer o desafio de descer o paredão gelado e escorregadio.

Dicas para o aventureiro

Para chegar ao Salto do Rio Saci, siga em direção a Antonina, e quatro quilômetros antes do centro da cidade, entre à esquerda em direção à Usina Parigot de Souza. Para fazer o roteiro é preciso ter um certo condicionamento físico, pois a atividade é considerada de grau de dificuldade média. Além disso, é necessário utilizar equipamentos específicos para cascading e ter o acompanhamento de um guia.

Pacotes

A empresa de ecoturismo Rafting Brasil – Ixion Geo está oferecendo pacotes para quem deseja se aventurar no Salto do Rio Saci. O preço é R$ 60 por pessoa e inclui equipamentos de segurança, acompanhamento de guias especializados e ajudantes e seguro. A empresa também tem uma base em Antonina, com vestiários, chuveiros com água quente e estacionamento. As datas e horários devem ser agendados previamente pelos telefones (41) 3016-6739, em Curitiba, e (41) 433-1035, em Antonina, ou ainda pelo e-mail

ixiongeo@ixiongeo.com.br. (RO)