Ecoturismo, turismo rural e de pesca. Esses são os principais segmentos que serão oferecidos a quem escolher a Travessia do Pantanal como roteiro de viagem. Mato Grosso e Mato Grosso do Sul integram rotas para incentivar mais brasileiros a descobrir as belezas naturais da região.

Com a criação dessa rota, que envolve os estados do Mato Grosso e do Mato Grosso do Sul, a região pantaneira passa a ter uma marca. Isso ajudará os turistas a planejar suas viagens e a escolher a melhor a época para visitar o Pantanal, com informações sobre as cidades, os passeios e o clima.

Segundo o consultor de turismo, Adonis Zimmerman, um dos integrantes do comitê gestor do roteiro da Travessia do Pantanal, o próprio ecossistema da área já é o principal atrativo. Além do ecossistema, que se modifica de acordo com a época do ano, a cultura do pantaneiro desperta curiosidade e acaba colaborando para que mais pessoas desejem visitar os diversos destinos oferecidos.

O ecoturismo é o mais popular da região, devido às inúmeras riquezas naturais. Outro segmento muito apreciado pelos turistas, e que recebe investimentos do comitê gestor na região, é o turismo rural, já que a infra-estrutura da região está baseada em fazendas que foram adequadas para o turismo.