A nutrição de trabalhadores deve contemplar a uma refeição saudável e nutritiva, pois a alimentação equilibrada é fonte de vida, indispensável para a promoção, manutenção e recuperação da saúde.

Assim, de acordo com a professora de Nutrição Dulce Terezinha Oliveira da Cunha, dentro dos aspectos inerentes ao trabalhador profissional, este deve ser considerado um cidadão e não simplesmente uma ferramenta que pode ser descartada quando avariada. “Por isso, dar condições para que o empregado desfrute de uma alimentação saudável e a promoção da sua saúde não pode ser dissociada da manutenção de um ambiente de trabalho adequado”, garante.

De acordo com os especialistas, existe uma relação entre o estado nutricional do trabalhador e sua capacidade de produção. A deficiência acentuada de calorias e de proteínas reduz a força muscular, a eficiência dos movimentos e o rendimento no trabalho. A falta de fonte de energia para o desenvolvimento do trabalho figura entre as principais causas de fadiga física no trabalho.

Alimentos funcionais

Pesquisas demonstram forte correlação entre alimentação e acidente de trabalho. O trabalhador desnutrido torna-se apático, tem a atenção diminuída e deficiência de coordenação de movimentos e de iniciativa.

Estudos mostram a relação entre grau de robustez e acidente de trabalho, quanto os mais robustos se acidentam menos e quando se acidentam as lesões são menos graves.

Segundo Lúcia Elias Fabri, nutricionista de planejamento e elaboração de cardápio da Nutrin, empresa de refeições coletivas que atua em Curitiba, Ponta Grossa e Paranaguá, basicamente a composição do prato deve incluir três tipos de salada, prato principal com algum tipo de opção, guarnição e sobremesa.

“O ideal é dar preferência aos alimentos funcionais, como arroz integral e castanha, entre outros, e evitar frituras para melhorar o metabolismo e prevenir doenças”, comenta.

De acordo com a atividade física que o indivíduo executa, seu organismo necessitará de um aporte menor ou maior de energia. Esta necessidade sofre influência também do sexo, estado fisiológico, faixa etária e clima.

Segundo a nutricionista Damaris Beraldi Godoy Leite, a atividade física é analisada frente ao gasto energético e ao esforço necessário para a sua execução, bem como o ambiente em que ela é realizada.

Quantidade de calorias

Damaris explica que o gasto energético de um trabalhador é compensado pelo fornecimento de energia, por meio dos alimentos que compõe sua dieta e esses são formados por nutrientes de qualidades diversas e em quantidades diferentes.

“A tendência hoje é o consumo de uma maior variedade de alimentos em diferentes formas de preparo, de modo a garantir uma gama maior de nutrientes em cada refeição”, ressalta, explicando que, mesmo que a quantidade de calorias de diminua, a quantidade de nutrientes para cada refeição não deve cair, favorecendo a manutenção do peso e da saúde.

Os aspectos sanitários da refeição, tanto no que diz respeito ao preparo, transporte e distribuição, bem como instalações e seu preparo e as condições de como e onde o trabalhador se alimenta são fatores integrantes da sua alimentação.

As condições de conforto do local das refeições também não podem ser ignoradas. “É inegável sua importância no sentido da tranquilidade necessária para que a refeição venha a cumprir suas funções no atendimento aos aspectos nutricionais, e também psicossociais”, completa a especialista.

Dez dicas para uma boa alimentação

A Sociedade Brasileira de Alimentação e Nutrição (SBAN) elaborou dez normas para uma boa alimentação do trabalhador:

1. Coma diversos tipos de alimentos em pelo menos três refeições diárias: café da manhã, almoço e jantar
2. ,Use alimentos locais, como arroz, feijão, farinha, pão e leite, como base de suas refeições
3. Coma sempre frutas e verduras da época
4. Use carnes, sal e açúcares, em quantidades moderadas
5. Diminua o consumo de gorduras animais
6. Tome, diariamente, bastante água
7. Prepare sempre a alimentação com bastante higiene
8. Mantenha o seu peso, controlando a ingestão de alimentos e fazendo exercícios físicos
9. Faça das refeições um encontro agradável.
10. Coma melhor e gaste menos