Na hora de dormir, Juliana, mãe de Thiago, de 7 meses, não acha correto deixar o filhinho chorar sem parar e só dormir depois de algumas horas de berreiro. Ana Cláudia, mãe de Camila, de 2 anos, já passou por isso e conta que sempre a menina dorme sozinha, sem reclamar. Luciana acorda várias vezes toda noite, pega o bebê no colo e diz que, assim, ele dorme rapidinho. Só ela que se sente cansada o dia seguinte inteiro. Por outro lado, o ?sucesso? de Ana, segundo ela própria, foi criar para sua filha um ritual do sono: dar boa-noite a todos, inclusive aos bichinhos de pelúcia, começar a ler uma historinha ou cantar uma música de ninar.   

Márcia Assis, neurologista e especialista em distúrbios do sono, diz que algumas crianças despertam à noite com mais facilidade, no entanto, logo adormecem novamente. Nesses casos, conforme a especialista, o ideal é que a mãe leve ao pediatra para investigar se a criança não sofre de algum desconforto comum da idade, como refluxo esofágico, cólicas ou obstruções nasais. ?Também é bom verificar se ela não está com frio ou com fome?, lembra. Se a criança estiver saudável, talvez seja preciso a mãe tomar outras atitudes com relação à hora de dormir do seu filho.

Reaprendizado

No entender da médica, o ideal é que a mãe crie uma rotina para seu filho na hora de dormir. ?Para isso vale deixar a casa em silêncio, apagar as luzes e estipular um horário para que isso aconteça?, ressalta. O importante, de acordo com Márcia Assis, é não fazer com que o bebê reconheça o colo ou a atenção da mãe como uma ponte para o sono. Ela diz que também é importante explicar, desde cedo, que a criança vai ter que dormir sozinha, mas que a mãe está pertinho para atendê-la, caso seja preciso. ?Dormir é um aprendizado e a mãe deve estar preparada para ensinar isso ao seu filho?, salienta.

Para a neurofisiologista Gisele Minhoto, as crianças já acostumadas ao colinho da mãe precisam reaprender a dormir. ?Pode ser que nos primeiros dias se torne mais difícil, mas com o tempo tudo se resolverá?, atesta. A médica observa que a criança deve sempre dormir na sua cama, pois assim se acostumará com o ambiente. As luzes também devem permanecer apagadas, conforme a especialista, para que o bebê comece a associar a hora de dormir com a noite, o escuro.

O bebê deve aprender a dormir sozinho no berço, nem que para isso a mãe tenha que repetir por alguns dias o mesmo ritual: jantar, banho, historinha, canção e boa-noite. ?No reaprendizado, mesmo que doa, quando o bebê chorar de noite é preciso não atendê-lo prontamente?, enfatiza Gisele, salientando que a mãe deve prolongar o seu tempo de espera aos poucos. ?Nada de pegá-lo no colo e balançá-lo, nem colocar no carrinho ou dar chazinho?, completa a especialista.