Montevidéu – Dois cientistas uruguaios, à frente de uma equipe de pesquisadores da Universidade McGill de Montreal, no Canadá, descobriram um novo sistema antiviral que permite que as células se defendam melhor de infecções, o que potencialmente poderia ajudar no combate contra a Aids, informou hoje a imprensa local.

Mauro Costa Mattioli, de 32 anos, e Rodney Colina, de 36 anos, coordenaram a pesquisa responsável por desenvolver um mecanismo molecular que possibilita às células mais eficiência na defesa contra as infecções virais.

O novo sistema permitiria frear, por exemplo, a gripe em suas diferentes manifestações, a hepatite C e, no futuro, paralisar o avanço do vírus da Aids, segundo os autores do estudo, que foi publicado na semana passada na revista Nature.

“A descoberta revela um novo mecanismo para bloquear as infecções virais”, explicaram os especialistas, que utilizaram em seus experimentos ratos transgênicos.

O potencial do estudo ainda está para ser comprovado em toda dimensão e abre áreas para estudos posteriores na área da biologia molecular.

Costa Mattioli, especialista em biologia molecular, se radicou no Canadá em 2002, enquanto Colina retornou ao Uruguai, onde trabalha atualmente na Faculdade de Ciências na Universidade da República.