O ?ultrashape?, um sistema não-invasivo para contorno do corpo, já está disponível no Centro Diagnóstico da Mulher, clínica radiológica que atende com exclusividade o público feminino. O médico e professor de radiologia Ricardo Ferreira explica que o tratamento é baseado em uma inovadora tecnologia de aplicação do ultra-som localizado, que promove a eliminação da gordura por meio da quebra da célula adiposa. As ondas de ultra-som rompem essas células, permitindo que elas sejam metabolizadas pelo fígado e eliminadas nas fezes. ?É importante notar que a quantidade de triglicerídios liberada no sangue pelo procedimento é menor do que a capacidade do metabolismo do fígado, sendo assim, facilmente eliminado por ele?, ressalta o médico, tranqüilizando que a quantidade de gordura absorvida pelo fígado equivale à ingestão de um prato gorduroso, como, por exemplo, uma feijoada.

A Anvisa (Agência de Nacional de Vigilância Sanitária) acaba de autorizar o uso do equipamento, que, mesmo antes de ser liberado oficialmente, vinha sendo utilizado no Rio de Janeiro e em São Paulo. Todos os cuidados relativos à segurança do tratamento são rigorosos e seguem as normas e padrões exigidos pela comunidade científica internacional, sem riscos à integridade física e bem-estar dos pacientes. O procedimento só não é aconselhável para quem tem índice de massa corporal (IMC) elevado ou sofre de obesidade mórbida. De acordo com o especialista, os resultados são imediatos. Em menos de duas horas de aplicação, sem anestesias, cânulas invasivas (usadas na lipoaspiração) ou qualquer outro desconforto, a paciente já sente os efeitos do ?ultrashape?.