As dietas de estação aparecem num ano e desaparecem no outro, colocando em risco a saúde das pessoas que querem perder peso rapidamente.

Com o aproximar-se do verão e, conseqüentemente, dos dias mais ensolarados e quentes do ano, cresce a procura das pessoas por dietas e regimes alimentares. Na última hora, antes de viajar para a praia ou encarar a piscina, muitos tentam descontar, em poucos dias, todos os quilos que acumularam ao longo do ano. Nessa desesperada tentativa, vale qualquer coisa. Dietas das mais variadas, como aquelas que permitem ou proíbem tudo, as que sobrevivem apenas por um verão (chamadas dietas de estação), as fórmulas caseiras, enfim, um arsenal de receitas ?milagrosas? que prometem uma perda de peso acelerada em pouco tempo.

Segundo Henrique Suplicy, presidente da ABESO (Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade), a busca por soluções imediatas é um dos problemas mais sérios no combate à obesidade. ?Preocupadas exclusivamente com a estética, a maioria das pessoas esquece que a perda de peso é um assunto sério, que mexe com todo o organismo, e que deveria ter como passo inicial a procura de um profissional médico?, alerta.

Deficiência nutricional

Para o especialista, medidas radicais para emagrecer rapidamente podem até levar a uma perda de peso nos primeiros dias, mas, na maioria dos casos, esse emagrecimento é temporário. Além disso, um dos grandes perigos está na má alimentação, o que faz com que as pessoas passem fome e saiam muitas vezes desses regimes extremamente debilitadas, anêmicas ou com outra doença provocada por deficiência nutricional.

É consenso entre os especialistas que uma dieta saudável que estimule a perda constante de peso consiga prover todos os nutrientes de que o corpo necessita. A dieta deve basear-se em alimentos nutritivos, porém de baixas calorias, deve ter capacidade de proporcionar saciedade e estar aliada a um programa de reeducação alimentar em conjunto com exercícios físicos.

Entretanto, cada ser humano possui suas particularidades. ?Por isso, a figura de um médico especialista é essencial para avaliar cada caso?, reforça Suplicy, salientando que existem pessoas que, além da reeducação alimentar e dos exercícios físicos, necessitam do auxílio de medicamentos.