As mulheres, independente da idade, elegeram por unanimidade a flacidez nos braços como um dos seus principais inimigos nas questões estéticas. Não tem idade, nem pré-requisito para que essa ?desgraça? possa acontecer. Jovens de 20 ou senhoras de 40 anos de idade, não faz a menor diferença. Segundo o cirurgião plástico Marcos Grillo, o músculo tríceps braquial, popularmente conhecido como ?o músculo do tchauzinho?, pode se tornar flácido em qualquer idade. Entre os principais motivos para que isso aconteça, de acordo com o especialista, estão associadas a alimentação irregular e a própria genética.

Um dos grandes problemas causados pela obesidade é o crescimento que ocorre na pele para cobrir o volume corporal aumentado. Isso é um fenômeno natural e fisiológico. ?Quando o aumento de pele é pequeno, após a perda de peso, instala-se uma pequena flacidez, que geralmente não chega a ser um incômodo estético?, ressalta a cirurgiã plástica Deusa Pires Rodrigues. Entretanto, se o aumento de peso for considerável, como nos casos de obesidade grave, ao recuperar o peso normal, seja por dieta ou cirurgias de redução de estômago, um grande excedente de pele flácida permanece, causando o tal efeito antiestético.

Exercícios

?Muitas vezes, essa situação pode levar à baixa auto-estima e insatisfação na paciente?, reconhece Marcos Grillo. A flacidez se instala principalmente no abdome e na linha de projeção do tríceps. O médico observa que, quando a paciente é jovem, deve ser orientada para um programa de exercícios a fim de fortalecer a musculatura. Depois de dois ou três meses, ela deve passar por uma reavaliação. ?Caso haja necessidade e a pele tiver boa elasticidade, pode ser feita uma lipoaspiração, não no sentido de retirar gordura, mas para provocar uma retração dessa pele”, indica.

Nos casos de pacientes mais idosas e, que, reconhecidamente, levam uma vida sedentária, a lipoaspiração tem de ser realizada juntamente com a retirada de pele. A recuperação normalmente leva de uma a duas semanas. Há a necessidade de afastar-se 15 dias de suas atividades habituais, principalmente esforços físicos, movimentos bruscos e amplos e levantamento de pesos. ?Durante esse período não há necessidade de ficar em repouso, mas os braços devem ser mantidos na altura do coração para não piorar o edema, já muito intenso?, complementa Deusa Rodrigues.

Saiba mais sobre a cirurgia no braço

* Não costuma ser um procedimento doloroso e o que mais incomoda é a pressão do inchaço.

* As cicatrizes permanecem por toda a vida.

* Como toda cirurgia plástica, o sol e as atividades físicas estão liberados após 30 dias com restrições.

* As contra-indicações se referem às doenças crônicas. As mais específicas são aquelas relacionadas a alterações vasculares ou linfáticas dos braços.

* Os preços variam de R$ 4.000,00 a R$ 10.000,00, dependendo da cirurgia.