doencafalf211107.jpgA doença falciforme é muito freqüente nas populações afro-descendentes, mas também pode ocorrer em brancos. É uma alteração nos glóbulos vermelhos, que adquirem formato de foice ou meia-lua, dificultando a circulação do sangue nos pequenos vasos do corpo. A diminuição da circulação provoca dor, lesões em vários órgãos, destruição dos glóbulos vermelhos, icterícia (olhos amarelos) e anemia. As pessoas com anemia falciforme receberam do pai e da mãe o gene para hemoglobina diferente, chamada hemoglobina ?S?. Quando alguém recebe este gene do pai e da mãe é chamado de ?SS? e tem doença falciforme, a doença hereditária mais comum do Brasil.

Segundo o Ministério da Saúde, estima-se a existência de mais de 7 milhões de pessoas portadores do gene da HbS (traço falciforme). É registrado um caso de recém-nascido doente para cada mil recém-nascidos vivos. A doença pode ser detectada pelo teste do pezinho. Porém, dos 27 estados brasileiros apenas 17 fazem esse tipo de exame logo após o nascimento.

Das três mil crianças que nascem anualmente com anemia falciforme, 20% morrem antes de completar cinco anos em decorrência de complicações da doença. Estes fatores predispõem as pessoas a complicações sérias como AVC (derrame cerebral), infecções, úlcera de perna de difícil cicatrização, crises de dores intensas que não cedem com analgésicos usuais, sendo necessário, às vezes, o uso de morfina.

?A doença falciforme se caracteriza por estado inflamatório crônico permeado de episódios agudos clinicamente controláveis?, explica o hematologista Rodolfo Delfini Cançado. Não há tratamento específico. O transplante de medula é o único com possibilidade de cura da doença. Entretanto, é um procedimento restrito a um pequeno número de pacientes. Uma opção que teve impacto positivo na qualidade de vida dos pacientes, reduzindo o número de crises, hospitalizações e ocorrência de eventos agudos como a síndrome torácica aguda, é a introdução da hidroxiuréia. Outra alternativa é a transfusão de hemácias. Mas é preciso, em seguida, eliminar o excesso de ferro no organismo.