Qual pessoa fica tranqüila sentindo dores em que a causa aparente é desconhecida? Este é um dos aspectos que faz com que o diagnóstico de fibromialgia seja de suma importância. Segundo os especialistas, é importante a pessoa saber que a dor que ela sente é provocada por distúrbios físicos e psicológicos, principais características da doença. Assim, no entender dos médicos, aprendem a lidar com a doença, buscando melhora na sua qualidade de vida. ?Os pacientes precisam conhecer e apoiar a proposta de tratamento definida pelo médico, que, invariavelmente, inclui medicação e atendimento psicológico?, adianta o reumatologista Acir Rachid.

Dores em diversas partes do corpo, fadiga inexplicável, irritabilidade, distúrbios do sono, depressão e sensação de formigamento em braços e pernas. Estes são os sintomas da fibromialgia, uma síndrome dolorosa crônica que atinge, principalmente, as mulheres, muitas vezes, atribuída à somatização de possíveis problemas psicológicos. Hoje, se sabe que a doença é relacionada com o funcionamento do sistema nervoso central e o mecanismo de supressão da dor e que pode ser desencadeada por alguma predisposição genética, estresse físico ou emocional, viroses e, até mesmo, mudanças climáticas.

RPG e acupuntura

Rachid alerta para a importância do diagnóstico correto e para as conseqüências que o distúrbio acarreta. ?Para diagnosticar a fibromialgia, o paciente deve ser submetido a um exame clínico detalhado, que inclui inventário físico, psicológico e social, desde a infância?, reconhece, salientando que ainda não existem exames laboratoriais complementares que possam investigar a existência da doença.

A reumatologista Evelin Goldenberg, autora do livro ?O coração sente, o corpo dói ? como reconhecer e tratar a fibromialgia?, aponta que, se não for tratada da forma correta, a síndrome pode provocar o afastamento do trabalho e prejudicar a qualidade de vida do paciente de forma importante. De acordo com a médica, o distúrbio não provoca inflamações nem deformidades físicas, mas pode estar associada a outras doenças reumatológicas. ?Situação que pode confundir o diagnóstico correto?, avisa.

O tratamento da fibromialgia exige cuidados multidisciplinares. Nesse sentido, além dos medicamentos específicos, Evelin Goldenberg recomenda massagens, RPG, Pilates e acupuntura. Para a especialista, é importante lembrar que episódios agudos podem ocorrer esporadicamente, mas isso não significa que tenha havido uma recaída séria. Às vezes, basta corrigir o fator que desencadeou o processo para que o equilíbrio seja retomado.

Fazem parte do tratamento

– Analgésicos.

– Antiinflamatórios.

– Antidepressivos.

– Atividade física monitorada.

– Acupuntura.

– Reeducação Postural Global (RPG).

– Método Pilates.