A Esclerose Múltipla é uma doença que atinge 2 milhões de pessoas em todo o mundo.

Só no Brasil, estima-se que o número de portadores seja da ordem de 25 mil pessoas. Essa doença caracteriza-se pela inflamação e destruição da mielina, substância que envolve os neurônios e permite a normal condução de impulsos nervosos para o cérebro e todo o resto do corpo. Na Esclerose Múltipla, a mielina lesada dificulta o controle de várias funções orgânicas que resultam em distúrbios visuais, perda de sensibilidade, paralisia e perda da coordenação motora. O processo pode ocorrer em diferentes partes do sistema nervoso, sob a forma de múltiplas placas, daí a denominação Esclerose Múltipla. Os sintomas podem regredir espontaneamente e retornar meses ou anos depois. Os sintomas variam de pessoa para pessoa, mas os mais frequentes são: debilidade nas pernas e braços, falta de coordenação, formigamentos, retenção fecal e urinária, perda de audição, dores faciais, nos braços e troncos e impotência sexual.

A Esclerose Múltipla é uma doença crônica, que afeta o sistema nervoso central (cérebro, cerebelo, tronco encefálico e medula espinhal) e ao contrário das outras doenças neurológicas, como Mal de Parkinson e de Alzheimer, ela atinge pessoas com idade entre 20 a 40 anos, afetando três vezes mais as mulheres. A causa da Esclerose Múltipla ainda é desconhecida. Estudos realizados sugerem que os mecanismos de defesa do organismo (sistema imunológico) estejam envolvidos no desencadeamento da doença. Segundo o chefe do Serviço de Neurologia do Hospital das Clínicas da Universidade Federal do Paraná, Dr. Lineu Werneck, nas pessoas que tem predisposição à Esclerose Múltipla, o sistema imunológico promoveria lesões na mielina ao defender o organismo contra agentes como o vírus. Acredita-se também em predisposição genética.

A Esclerose Múltipla é uma doença que ainda não tem cura, existem apenas medicamentos que ajudam a controlar os surtos e a atrasar a evolução da doença, mas se o tratamento começar logo no início, a pessoa pode preservar a sua qualidade de vida.