O Ministério da Saúde fechou acordo com a Federação Nacional das Escolas Particulares para levar às cantinas dos colégios orientações para uma alimentação mais saudável dos alunos. De acordo com a Agência Brasil, começa a ser distribuído nesta quarta-feira um manual denominado “Cantinas Escolares Saudáveis.

“Uma parte dos hábitos alimentares é construída na família, em casa, mas uma parte desses hábitos é construída dentro da escola. Combinar esses dois espaços é decisivo para reduzirmos a obesidade e o excesso de peso entre crianças e adolescentes”, disse o ministro da Saúde, Alexandre Padilha. Levantamento da Pasta mostra que 30% das crianças com idade entre 5 e 9 anos estão acima do peso. Entre os adolescentes, o índice chega a 21%.

A presidente da Federação Nacional das Escolas Particulares, Amábile Pacios, informou que 40 mil instituições privadas de ensino devem participar da parceria. A expectativa é de que pelo menos a metade inicie as ações nos próximos meses. “É muito inteligente começar essa prevenção contra a obesidade pelos mais jovens. Eles estão na escola para aprender”, afirmou.