As manchas são alterações na coloração da pele que podem aparecer em qualquer idade e apresentar diferentes tonalidades. As marcas como espinhas, sardas e manchas da gravidez são as mais comuns e podem ser prevenidas e apagadas.

Segundo a especialista em medicina estética, Dra. Carolina Pissetti Vialle, os melasmas ou cloasmas são lesões escuras, ou hipermelanose adquirida, que aparecem mais frequentemente na face, nas regiões malares, testa, nariz e acima do lábio superior. Podem acometer indivíduos de todas as raças e ambos o sexos, porém são mais comuns em mulheres, principalmente gestantes, pacientes em uso de anticoncepcionais ou distúrbios da produção de hormônios femininos. As manchas têm relação com predisposição genética, desenvolvem-se lentamente como lesões acastanhadas, de bordas irregulares e se acentuam com a exposição solar.

As manchas que aparecem na gravidez podem regredir espontaneamente apos o fim da gestação, mas o tratamento acelera o processo. ?O uso de substâncias despigmentantes e procedimentos como o peeling aceleram os resultados?, explica a especialista.

O tratamento é semelhante para os diversos tipos de manchas, mas há preferências de princípios ativos e procedimentos de acordo com a localização da lesão e especialmente em gestantes. O primeiro passo do tratamento é a localização das lesões. Segundo a Dra. Carolina, o tratamento pode e deve ser iniciado com o uso domiciliar de cosméticos, mas a determinação da profundidade da lesão indicará se esse procedimento isolado será suficiente. ?O uso da Lâmpada de Wood facilita esta determinação. Manchas mais superficiais ou epidérmicas são mais fáceis de serem removidas e manchas mistas (dermo-epidérmicas) e dérmicas (mais profundas) são mais difíceis de serem clareadas?.
 
Além do uso de substâncias despigmentantes, anti-radicais livres, uso domiciliar de cremes e peelings, existem algumas técnicas disponíveis para intensificar o tratamento. ?A luz intensa pulsada pode ser utilizada no tratamento de lesões escuras, desde as localizadas como os melasmas até mesmo as mais espalhadas como as efélides e manchas senis?, mostra a especialista.

O uso de proteção solar diariamente previne o aparecimento das manchas, além de prevenir doenças de pele. Usar chapéus e bonés, evitar a exposição solar no período entre 10 e 16 horas e procurar um profissional especializado periodicamente são formas de prevenir as manchas. ?Como todo tratamento, quanto antes for iniciado, maiores as chances de sucesso?, alerta a médica.