O custo do equipamento que produz laser
caiu bastante, permitindo que clubes e
discotecas pequenas possam utilizá-lo.

Os aparelhos de raio laser utilizados em clubes noturnos podem prejudicar a visão dos seus freqüentadores, advertiram pesquisadores. A Comissão Nacional para Proteção Radiológica da Grã-Bretanha disse que os raios usados são suficientemente poderosos para causar lesões graves. Segundo o órgão, o custo do equipamento que produz laser caiu bastante, permitindo que clubes e discotecas pequenas possam utilizá-lo.

A comissão afirmou que tais produtos costumam vir com informações de segurança inadequadas e são usados por pessoas que não têm experiência em lidar com laseres com segurança. O órgão pretende levantar a questão com o Departamento de Proteção à Saúde da Grã-Bretanha, que realiza uma conferência na segunda-feira.

Rosto

Raios laser costumam se mover pela pista de dança seguindo um programa de computador e utilizando pequenos espelhos. Eles podem se tornar visíveis no ar quando há fumaça de gelo seco. Os raios freqüentemente são direcionados ao público, mas segundo seus defensores, eles só apresentam riscos à saúde quando projetados diretamente no rosto das pessoas.

A maioria dos laseres usados para diversão e espetáculos é da Classe 3B ou Classe 4, fortes o suficiente para serem nocivos. John O?Hagan, da comissão britânica, diz que laseres são usados na indústria do entretenimento há cerca de 30 anos para realçar música ao vivo e gravada.