obesidade170106.jpgO excesso de peso na população brasileira já é um problema maior do que a desnutrição. Segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), o excesso de peso é oito vezes maior que a desnutrição entre as mulheres e quinze vezes entre os homens. O sobrepeso atinge 40% dos brasileiros adultos (38,8 milhões), sendo 10,5 milhões de obesos.

Segundo dados do Ministério da Saúde, anualmente cerca de 260 mil brasileiros morrem em decorrência de doenças relacionadas a uma alimentação inadequada ? ou por falta de nutrientes ou excesso de sal, açúcar e gordura. As doenças cardiovasculares e o diabetes estão entre as complicações mais comuns associadas à obesidade. O que muitas pessoas não sabem é que, além das doenças crônicas, os obesos também estão mais sujeitos a infecções e viroses, que aparecem em função do sistema imunológico debilitado.

?A má alimentação altera os padrões de resposta do sistema imunológico. Por isso, as defesas do organismo são menores e mais lentas na população obesa?, afirma o cardiologista e nutrólogo Daniel Magnoni.

Estudos feitos pelo governo mostram que o estilo de vida atual dos brasileiros e suas formas de alimentação, baseadas em refeições prontas e misturas industrializadas, não dão conta de suprir as necessidades nutricionais do organismo. A carência de algumas vitaminas e minerais é responsável por fragilizar o sistema imunológico. ?A deficiência de Zinco, por exemplo, provoca a redução da imunidade, pois afeta a produção de anticorpos?, alerta Magnoni. Segundo o médico, outro nutriente importante para o fortalecimento do sistema imunológico é a vitamina C, que auxilia no combate a infecções e tem função antioxidante, diminuindo a acão nociva dos radicais livres.

?Como o organismo não repõe vitaminas e muitas vezes a alimentação não é adequada, é recomendado suprir esta deficiência com a ajuda de suplementação? completa.