Cientistas ingleses afirmam ter identificado oito principais causas da obesidade infantil. Entre elas se destacam: ver televisão em excesso, dormir pouco e ter pais obesos. O estudo envolveu 9 mil crianças e foi publicado recentemente no British Medical Journal. Segundo os pesquisadores, as crianças de três anos que vêem mais de oito horas de TV por dia têm alto risco de se tornarem obesas. Segundo os cientistas, a pesquisa reforça a teoria de que o ambiente nos primeiros anos de vida pode determinar a obesidade.

De acordo com o estudo, a forma pela qual esses fatores aumentam o risco é complexa. A obesidade dos pais, por exemplo, pode significar um risco genético ou uma preocupação já que a criança compartilha a experiência familiar de comer muito. Outra constatação é de que ver TV aos três anos – embora o risco possa atingir outras idades no início da vida – pode ter efeito sobre a obesidade, porque a criança não faz exercícios ou porque come mais. No caso do sono, crianças que dormem mais têm mais probabilidade de ser fisicamente mais ativas.

Os pesquisadores disseram que muitas iniciativas para prevenir obesidade foram mal sucedidas até agora. ?Futuras iniciativas podem se concentrar em mudanças ambientais em períodos relativamente curtos, no início da vida, tentando mudar fatores durante a gravidez, primeiros anos de vida e infância, que são relacionados ao um futuro risco de obesidade?, disseram. Apesar dos resultados dessa pesquisa não serem inesperados, o estudo comprovou que fatores genéticos têm influência, mas a mensagem básica é de que o ambiente influencia de forma importante no ganho de sobrepeso.

Fatores que levam à obesidade

1- Peso ao nascer.

2- Obesidade dos pais.

3- Ver TV por mais de 8 horas aos 3 anos.

4- Dormir pouco – menos de 10 horas aos 3 anos.

5- Tamanho no início da vida – medido entre 8 e 18 meses.

6- Ganho rápido de peso no primeiro ano de vida.

7- Crescimento rápido até os 2 anos de vida.

8- Gordura corporal antes período pré-escolar.