A sabedoria popular costuma dizer que os homens são mais fortes para a dor, mas essa afirmação pode não passar de um mito. Considerado como o sexo forte, os homens também sentem dor como as mulheres, e não são tão avessos a remédios como todo mundo pensa. O que faz parecer que os homens são avessos a consultórios é que há dores exclusivamente femininas que não fazem parte do universo masculino. As principais dores que os homens sentem se estendem desde a lombalgia até as dores de cabeça e a tendinite.

Entre as principais dores que os homens sentem, algumas acontecem com maior frequência conforme a faixa etária. A dor de cabeça e a enxaqueca são mais comuns de 18 a 34 anos. Vários fatores podem ser associados a esse pico de incidência, como por exemplo, o estresse.
Já na faixa dos 35 aos 64 anos, a dor mais comum é a dor nas costas, que pode ser causada pela má postura, o sedentarismo e até mesmo uma deformidade na coluna, que em função do desgaste dos ossos por conta da idade, começa a se agravar.

Esses incômodos podem variar de intensidade em diferentes indivíduos. Segundo a anestesiologista Rioko Kimiko Sakata, a dor não deve ser negligenciada e se persistir por mais de dez dias é preciso redobrar a atenção e buscar um médico para avaliar a provável causa.