De acordo com pesquisa publicada na Revista da Escola de Enfermagem da USP, existe relação entre o uso de drogas por familiares, violência doméstica e dependência a drogas na adolescência.

O trabalho é de autoria da mestre em enfermagem de Catia Campaner Ferrari Bernardy e da doutora em enfermagem Magda Lúcia Félix de Oliveira.

Conforme escrevem os autores, foi realizado levantamento em duas unidades do Centro de Recuperação Vida Nova nos municípios paranaenses de Rolândia e Cambé.

Os estudados foram jovens de ambos os sexos, com idade entre 12 e 18 anos e a existência de referência familiar.

A maioria das mulheres das onze famílias estudadas tinha menos de 50 anos, vários casamentos, um grande número de filhos e baixa escolaridade.

Em dez delas havia envolvimento de outro membro, além do jovem, com drogas de abuso e em seis famílias outro membro já se envolvera em atos infracionais. Quanto à violência doméstica, a maioria dos familiares relatou atos de agressão física intradomiciliar, chamando atenção o fato de esta prática estar presente rotineiramente.