Cerca de 5 mil pessoas sofrem de insuficiência renal crônica no Paraná, e precisam de tratamento de hemodiálise (filtragem do sangue). A informação é da Associação Amigos do Rim, que promoveu ontem, uma campanha preventiva contra a doença. Quem passou pelo calçadão da Rua Quinze de Novembro, no Centro de Curitiba, pode fazer avaliações gratuitas.

A presidente da Associação, Marilene Teixeira Motter disse que o importante é identificar precocemente a doença. “Com isso é possível iniciar um tratamento evitando que se torne um problema crônico”, explicou.

Fatores como a diabetes e a pressão alta podem atingir o rim, e se mal controlados, podem comprometer de forma irreversível o órgão. Marilene disse também que é preciso ficar alerta a alguns sintomas, como cansaço, falta de apetite, fraqueza e palidez, náuseas, vômitos, hábito com cheiro de urina, e inchaço nos olhos e nos pés.