É surpreendente que tão poucas pessoas conheçam a arte de relaxar. Relaxar é mais do que livrar-se da tensão de um dia de trabalho e é mais do que a ausência de estresse. É algo positivo e agradável. É uma sensação na qual se experimenta paz de espírito.

Para relaxar de verdade, é necessário tornar-se sensível às próprias necessidades fundamentais de paz, autoconhecimento, reflexão – e estar disposto a reconhecer tais necessidades, ao invés de ignorá-las ou subestimá-las.

As pressões constantes da vida cotidiana causam grandes prejuízos ao bem-estar físico e mental de milhões de pessoas todos os anos. Pesquisas médicas sobre as origens de doenças comuns, como a hipertensão arterial, doenças cardíacas, úlceras e enxaquecas, demonstram a relação entre o estresse e o desenvolvimento destes distúrbios.

Na área de saúde mental, o estresse é causa freqüente de problemas emocionais e de comportamento, incluindo o esgotamento nervoso. Vários fatores ambientais – do ruído e poluição atmosférica a reflexos da conjuntura econômica, como desemprego, inflação e recessão -, podem tornar as condições de vida ainda mais estressantes. Estas condições podem, com o tempo, aumentar a necessidade de serviços de saúde mental para ajudar as pessoas a lidarem de forma mais eficaz com o seu ambiente.

No transcorrer do dia, as pessoas são freqüentemente distraídas de suas atividades por problemas pessoais – conflitos com familiares, desentendimentos no local de trabalho, más condições de vida ou de trabalho, frustração e solidão – para mencionar apenas alguns. É fácil ficar tão preocupado com viver, pensar, organizar, existir e trabalhar, que se menospreza a própria necessidade de relaxar.

Muitas pessoas, em nossa sociedade voltada para a produção, sentem-se culpadas ou, no mínimo, pouco à vontade, quando não estão ativamente envolvidas em desempenhar tarefas ou produzir coisas. Até mesmo suas férias convertem-se em um turbilhão de produtividade, que deixa os participantes exaustos após concentrar tantas experiências em um curto período de tempo.