A prática de exercícios físicos: musculação, caminhada, futebol e até a dança de salão são extremamente vitais para quem quer envelhecer com saúde.

Exercitar-se é tão importante que pessoas com mais de 60 anos e que praticam exercícios moderadamente apresentam também um menor consumo de medicamentos, em comparação a outras mais novas, mas que levam uma vida mais sedentária.

De bem com a vida e com a idade, aos 68 anos, Bunyu Izuka desconhece os males do sedentarismo na sua vida pessoal. Contador aposentado e jogador de futebol empolgado, frequenta duas vezes por semana a academia de futebol, com o objetivo de aprimorar as suas técnicas e ter um melhor posicionamento em defesa do seu time nas “peladas” de fim de semana. Um detalhe, sua posição é a de goleiro.

O dedicado arqueiro faz parte de um número crescente de homens e mulheres que buscam outras maneiras de se exercitar e ganhar condição física e, consequentemente, mais qualidade de vida.

Seja pela paixão ao esporte ou apenas motivados pelo exercício prazeroso, adultos e idosos buscam nos treinamentos para goleiros mais do que aprimoramento. Estão atrás de mais disposição para o dia a dia.

É o caso de alguns alunos da Fechando o Gol, em São Paulo, academia fundada por Zetti, ex-goleiro da seleção brasileira, em 2008 e que conta com 120 alunos matriculados.

Em Curitiba, a Fábrica de Goleiros, inaugurada em 2007, também disponibiliza horários especais para os interessados em começar ou continuar os treinamentos da posição.

As atividades acontecem no Trieste Futebol Clube, em Santa Felicidade. Os alunos são divididos em quatro níveis: iniciação, intermediário, pré-treinamento e público amador.

“As aulas são frequentadas tanto por garotos que sonham em ser tornarem profissionais do futebol quanto pelo pessoal que quer se manter em forma ou se aperfeiçoar para a pelada com os amigos”, comenta Gregor Boufler Fabris, coordenador das escolas de futebol do clube.

Ritmo respeitado

O tipo de exercício praticado por goleiros é diferenciado, permitindo que os alunos melhorem o condicionamento físico, o enrijecimento da musculatura e até ajudam na perda de peso.

“Ao entrar na academia alguns apresentam um baixo condicionamento físico, ou seja, há pouca resistência para a execução dos exercícios e eles cansam muito rápido”, reconhece Felipe Rodrigues, coordenador técnico da Fechando o Gol.

Com poucos dias de treinamento, começa uma melhoria acentuada, e há uma facilidade maior no aquecimento e na realização das técnicas de defesas, ações que correspondem a grande parte do treinamento. “Adaptamos e tentamos repassar aos alunos o treinamento de profissionais para atletas amadores”, comenta o professor.

Para que os alunos mais “experientes” possam acompanhar o ritmo do treino, que é bastante exaustivo e realizado com mais frequência por crianças, adolescentes e jovens, são respeitadas as peculiaridade de cada um. É feita uma avaliação física e de condições completas de saúde. Idade, preexistência de doenças ou de problemas musculares são considerados.

“Cada um tem o seu planejamento de exercícios”, observa Gregor Fabris. Assim, é possível diminuir o número de séries de exercícios a serem executadas, mas sem que isto interfira no objetivo final, que é melhorar a condição física, elasticidade e agilidade, sem esquecer o desempenho técnico.

Técnica e disposição

São vários fatores que favorecem a realização de atividades para goleiros: a resistência muscular localizada, o treinamento de força, a disciplina e o desenvolvimento da liderança, entre outros.

Além da melhora no condicionamento físico e consequentemente da saúde, são trabalhados os aspectos psicológicos, a concentração e a disposição. “Temos como base a valorização do lado humano, que é de suma importância, pois com a posição que el,e atua um bom preparo psicológico é fundamental”, explica Felipe Rodrigues, destacando que os resultados positivos são medidos com o melhor convívio com os familiares e um acréscimo nas condições gerais de saúde que é, sem dúvida, um dos pontos ou objetivos principais para qualquer pessoa que pratica esporte.

De acordo com a condição, o aluno realiza todos os ciclos, mas com um número de repetições e os treinos adaptados, evitando muitos trabalhos de saltos ou movimentos mais bruscos. Tudo é planejado para não comprometer a sua musculatura.

Peter Mendes de Oliveira, empresário de 50 anos, é um adepto da prática de atividades físicas diárias. Com treinamentos realizados três vezes por semana e caminhada com amigos nos outros dias, ainda sobra tempo e disposição para atuar como goleiro nas competições internas do clube que frequenta.

A sua disposição em treinar, para o trabalho e para as outras atividades, demonstra que para praticar esportes e manter uma qualidade de vida, a idade é o fator menos importante.

Por onde começar

* Passar por uma avaliação médica completa é fundamental.
* É preciso definir um objetivo antes de começar a praticar atividades físicas, entre eles, perder peso, relaxar, ganhar músculos ou se iniciar em algum desporto.
* Identifique sua prioridade e escolha exercícios que se adaptem a ela.
* Roupas adequadas e locais próprios são essenciais.
* Não inicie uma atividade de estômago vazio. Um lanche leve meia hora antes da atividade é recomendável.
* Não esqueça de carregar uma garrafa de água. Hidratação é fundamental.
* Conheça o seu limite. Vá aumentando a carga dos exercícios aos poucos.
* Mantenha uma regularidade e uma continuidade na sua rotina de atividades físicas. Os resultados podem demorar um pouco para aparecer, mas se tornarão duradouros.

O que pode ser trabalhado

* Agilidade, firmeza
* Capacidade de decisão, valentia
* Tranquilidade, capacidade de observação
* Capacidade de atenção múltipla
* Reflexos
* Confiança, postura
* Presença física, liderança
* Força de vontade
* Responsabilidade