A China vai iniciar testes de uma vacina contra a sars (síndrome respiratória aguda grave) em seres humanos até o final do ano, informou a agência de notícias Nova China.

A vacina foi testada com êxito em macacos, que resistiram ao vírus da sars sem apresentar qualquer efeito colateral, de acordo com a agência. Voluntários de Pequim e da região de Cantão, área mais atingida pela sars há um ano, se ofereceram para testar a vacina. A empresa que desenvolve o antídoto espera que a vacina seja aprovada antes do final do ano. Com a chegada do inverno, aumenta o risco da sars voltar ao país. As primeiras pesquisas da vacina foram iniciadas em abril. Para os primeiros testes, foram produzidas 1,4 mil doses e até o final do ano o laboratório quer fabricar mais de 20 mil. A Sars matou cerca de 800 pessoas em 32 países, principalmente na Ásia.