De fato, a escolha entre apostar na mudança de carreira, no crescimento na própria área de atuação, ou abrir o próprio negócio, é e sempre foi uma decisão desafiadora para atingir as metas de Ano Novo.

É preciso muito mais do que boa vontade, você precisa planejar, estudar, entender o mercado que busca, as profissões desejadas, e até mesmo realizar algumas avaliações de autoconhecimento para vislumbrar em qual momento da sua vida você se encontra.

Imagem de Gerd Altmann por Pixabay

EMPREENDEDOR

Caso você faça a opção por empreender, sugiro antes de tudo fazer uma análise do seu perfil empreendedor, conhecer afundo sua personalidade para você identificar se realmente tem características para tal.

O empreendedor tem paixão pelo que faz, ética, resiliência, proatividade, criatividade, liderança, paciência, ambição, autoconfiança, é persuasivo, entre outros fatores. Se você tem em mente abrir seu próprio negócio para poder trabalhar menos, sugiro que nem comece com essa ideia. O empreendedor é aquele que oferece o remédio, as melhores opções para os clientes a qualquer tempo e hora. Inclusive, se você tem problemas financeiros ou ainda está na fase de aprender todo o conceito e metodologia do empreendedorismo você terá uma jornada ainda maior conciliando seu novo negócio com o emprego que atualmente labora.

POTENCIALIZAR A CARREIRA

Caso você faça a opção pelo crescimento na própria área de atuação, sugiro buscar novos contatos (networking), atender de forma mais arrojada o que sua atual empresa espera de você, ou buscar novos conhecimentos (cursos). Fazer aquela pós, MBA ou cursos especializados da área em que atua, vão te ajudar muito nos seus objetivos. Ah! Mas não esqueça de realizar treinamentos que potencialize sua personalidade, postura e comunicação (exemplo: cursos de oratória, pnl, coach, entre outros), eles são fundamentais para sua evolução pessoal.

MUDANÇA DE CARREIRA

Por fim, se sua opção for pela mudança de carreira, sugiro se atentar ao que o mercado presente e futuro busca. Áreas e carreiras mudam, inclusive, algumas profissões recém-criadas estão fortemente nas listas das mais buscadas pelos empregadores. Áreas de tecnologia, marketing, vendas, recursos humanos, engenharia, contabilidade, administração, saúde, normalmente são as mais procuradas pelos recrutadores.

Algumas profissões do futuro já começam a despontar nos ambientes de recrutamento e seleção, tais como: arquiteto de segurança, engenheiro de dados, engenheiros ou consultores de inteligência artificial, engenheiro de transformação digital, analista de compliance, analista ou especialista em produtos digitais, operador de drones, consultor de inovações, business intelligence (CRM), marketing digital, vendas, compras, people analytics, gerente de operações ou supply chain, planejamento estratégico, tributário ou de finanças, entre outros.

Escolher o caminho profissional a ser trilhado depende única e exclusivamente de você. Tenha foco, planeje bem, aja com coragem e tenha resiliência.

Meu nome é Marlon Roza, sou seu Amigo de Negócios.