Empreender no Brasil não é uma tarefa tão simples, as barreiras de entrada são enormes, o empreendedor parece enfrentar uma corrida de obstáculos o tempo todo: é a burocracia, falta de incentivo e conhecimento, capital escasso, alta tributação, entre outros fatores.

No entanto, ainda sim para aqueles que se reconhecem empreendedores e sentem pulsar no coração a apaixonante veia empreendedora, ter seu próprio business é um sonho que faz parte de seus objetivos de vida.

Desta forma, assim como faço em meus vídeos no YouTube, bem como no Instagram Amigo de Negócios, para auxiliar, você empreendedor, nessa árdua tarefa, eu separei os primeiros passos para abrir um negócio próprio com pouco dinheiro, são cinco passos práticos e simples que você pode executar sem maiores problemas. Fique atento a cada um deles!

Primeiro passo: O primeiro passo é óbvio, mas as pessoas esquecem, não dão bola ou o devido valor. Usar-se da “metodologia PMA” (PAIXÃO / MERCADO /APTIDÃO).

Aqui é o teste de alto conhecimento…pegue um papel e uma caneta.

Inicie o passo criando uma lista com todas as suas habilidades. Por exemplo: há pessoas que tem o dom da leitura dinâmica, outras consegue fazer a leitura corporal, outras pessoas cálculos, outras pessoas designer de imagens, etc. Enfim, é bem importante você listar todas as suas habilidades reais no papel (cerca de umas 20 a 30). Colocou?

Finalizada a lisa, você verá que tem uma série de habilidades que nem imaginava, porém é preciso filtra-las; e é aí que entra o método PMA.

Você vai colocar suas habilidades em ordem, de acordo com sua paixão. Eu, por exemplo, tenho uma paixão por ajudar as pessoas, ensinar e mostrar os melhores caminhos. Quais são as suas?

Olhando para essa lista em ordem de preferencias sentimentais, você vai olhar se essa sua habilidade tem mercado. Não adianta nada ter uma baita habilidade, mas para o mercado não é importante, as vezes é importante para voluntariado, para hobby, mas não para mercado (claro que é bem relativo, pois você pode ganhar dinheiro com tudo, ou quase tudo, mas aqui digo: POTENCIAL DE MERCADO; selecione apenas algumas).

E, por fim, analisar se você tem aptidão para habilidade descrita. Você pode até fazer bem, pode gostar, mas talvez sua aptidão para isso teria que ser uma dedicação que não pode ou não quer doar para os resultados de mercado. (Um exemplo particular meu: “corrida de rua”; eu gosto de correr, sei que há possibilidades de crescimentos, mas eu jamais chegaria ao nível de um maratonista de ponta como Eliu Kepgoge, então não faz sentido eu ser maratonista como profissão). Escolha no máximo 3 habilidades para você transformar em seu negócio.

Segundo passo:Operacional”. Aqui é bem importante você ter um mindset focado em crescimento, saber que tudo na vida são processos. Você não pode apenas pensar no grande, olhar o grande resultado do outro, precisa entender que todo mundo começa debaixo e contigo também será assim. Passo a passo o caminho se faz. Eu conheço muita gente que fica o tempo todo ou parado em planejamento ou apenas olhando resultados alheios / sonhando, mas iniciar um processo de execução é uma briga.

Lembre-se que nessa fase você está ganhando pouco dinheiro, mas muito conhecimento, algo bem importante para o seu crescimento. Entendeu bem seus processos, é um bom operacional, está conseguindo ótimos retornos, agora sim pode subir um degrau, ou seja, ficar na parte da diretoria e encontrar novas pessoas para o operacional. É assim o caminho natural.

Terceiro passo: Tenha um “MVP (Mínimo Produto Viável)”. Nada mais é do que você ter um produto ou serviço mínimo para começar a experimentar o mercado. As pessoas tendem a ter bastante dificuldades neste momento, mas volto a destacar os três elementos do sucesso do negócio: planejamento, processo de execução apontando para os resultados.

Se você sabe fazer docinhos, o brigadeiro, vá vender, venda do jeito simples, depois melhore os processos como embalagem, granulados, etc. mas não deixe de criar seu MVP.

Quarto passo:CAPEX- Capital Expenditure” significa despesas de capitais ou investimentos em bens de capitais. O CAPEX é necessário! Devo tomar emprestado, usar todo meu dinheiro de reserva, o que devo fazer? São alguns dos questionamentos.

Não é errado tomar dinheiro emprestado. Lembre-se que dívida saudável não é qualquer dívida, ela é o investimento da sua empresa. Há empresa na Bolsa de Valores que tem “muita dívida”, mas que na verdade é capital de crescimento. A grande sacada é o ROIC, ou seja, o RETORNO SOBRE O CAPITAL INVESTIDO tem que ser maior que o seu custo de capital para que faça sentido, se fizer, ótimo!

Quinto passo: O mais importante de todos os passos: “perenidade e feedbacks”. É superimportante ficar atento ao valor dos feedbacks positivos e negativos, e entender que tudo são processos.

Espero que tenha compreendido dos os passos, pois eles realmente funcionam.

Leia também: MEI. Os cinco erros que acabam com a vida do Microempreendedor Individual

Não se esqueça, o mais importante é a sua atitude empreendedora para que o seu negócio flua e tenha os resultados almejados. Bons negócios!

Meu nome é Marlon Roza, sou seu Amigo de Negócios.