Muitos leitores e seguidores do Amigo de Negócios sempre me perguntam sobre a elaboração da planilha financeira. Não há uma única forma para montá-la, aliás, existem diversas modelos através de planilha em Excel, caderno de anotações ou até mesmo através de aplicativos que facilitam o seu dia a dia, o importante é você não deixar de fazê-la para o bem da sua saúde financeira.

Se você quer mudar sua rotina financeira e ter o controle do seu dinheiro, chegou a hora! Neste texto vou te mostrar passo a passo como montar uma planilha simples, fácil e prática para você iniciar a organização de suas finanças no dia a dia. Vamos lá!

1. Primeiramente pegue uma caneta ou lápis, um caderno e abra o seu Excel.

2. Atenção aos conceitos utilizados no Excel: a) célula: cada quadradinho que você olha no Excel são células que você adicionará textos e números; b) linhas: como o nome já diz, são linhas horizontais que iniciam com o numeral 1 (do lado esquerdo) e que podem chegar a mais de um milhão; c) colunas: como o nome já diz, são colunas na vertical que podem chega ter até três letras seguidas como “XFD”; d) planilhas: veja que embaixo do arquivo em aberto existe uma aba com o nome “Planilha1”, você pode inserir várias planilhas no mesmo arquivo.

3. Passada a fase conceitual, chegou a hora de iniciarmos o preenchimento (vou iniciar com o primeiro modelo. Se você não está acostumado com esse tipo de ferramenta, essa é uma boa opção para iniciar o controle dos seus ganhos e gastos mensais).

  • Mapeie suas receitas e despesas. Separe os extratos bancários do mês e as notinhas do cartão de débito, entre outras receitas e despesas que serão inseridas na tabela de forma que você possa somá-los para saber o total do mês.
  • Adicione os meses do ano na primeira linha / segunda coluna (1 B) do seu documento. Liste todos os meses do ano deixando (pular a primeira coluna será importante, pois nela você colocará as despesas na sequência).
  • Elenque todas as suas receitas. Na primeira coluna linha 1 escreva RECEITAS e logo abaixo elenque todas as suas possíveis receitas do mês. Finalizando as receitas escreva em uma nova célula Total Receitas (neste momento ainda não estamos falando de valores).
  • Elenque todas as suas despesas. Na sequência ainda na coluna linha 1 escreva DESPESAS e logo abaixo elenque todas as suas possíveis despesas do mês. Finalizando as receitas escreva em uma nova célula Total Despesas. Lembre-se em deixar um item para “investimentos”.
  • Insiram os valores e some ao final. Insira todos os valores referente a cada receita e despesa do mês na coluna B (em seguida os demais meses) e some para que você possa ver o total que foi recebido e utilizado naquele mês específico. À medida que você for preenchendo a sua tabela, compare os totais por mês e verifique as variações entre eles.

Abaixo uma imagem ilustrativa dessa planilha para que você compreenda de forma mais fácil e visual.

4. Outra forma de planilha suas receitas e despesas e inserindo cada mês em uma planilha, podendo assim detalhar ainda mais suas contas do mês (deixarei o modelo abaixo).

5. Estabeleça metas. Após analisar todas as suas receitas e despesas tome consciência da sua vida financeira e veja para onde o seu dinheiro está caminhando. Desta forma você poderá verificar gastos que podem ser considerados supérfluos ou exagerados e que podem ser cortados.

Com essa análise, estabeleça algumas metas de economia para os próximos meses e verifique o seu sucesso em segui-las.

Gostou? De qual gostou mais? Você já faz sua planilha financeira? É claro que este não é a única ferramenta para sua organização financeira, mas saiba que elaborando a sua, estará alguns passos à frente rumo a sua tão sonhada independência financeira.

Em minhas mentorias financeiras sempre explico essas e outras ferramentas que podem te auxiliar nas finanças, mas o mais importante é a sua vontade de mudar, sua atitude!

Meu nome é Marlon Roza, sou seu Amigo de Negócios.