Mesmo com tantas pessoas amando cães e gatos, ainda existem muitos deles abandonados e mal tratados. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), só no Brasil existem em torno de 30 milhões de animais pelas ruas.

O poder público, com algumas exceções, é omisso nessa questão. Então, o que cabe a eles fica com a sociedade como um todo, e com as organizações de Proteção Animal de forma mais drástica, sendo elas a única esperança para esses animais. Destacamos que elas não recebem recursos públicos como várias pessoas acreditam e, por isso, acham que elas devem resolver todos os problemas que aparecem.

As organizações atuam de formas diferenciadas:

  • existem as que são abrigo;
  • as de educação;
  • as que castram;
  • as que fazem eventos de adoção;
  • e aquelas que fazem tudo isso.

Como ajudar?

As ONG´s precisam de toda ajuda possível. Veja de que forma você pode colaborar:

Doando: As doações são essenciais e possibilitam que o trabalho continue sendo realizado de maneira séria e correta. A doação pode ser feita em dinheiro ou em produtos.

Apadrinhando: Apadrinhando um dos animais sob tutela das ONG´s você se torna responsável por ele. Ou seja, por gastos mensais de comida, remédios, limpeza e cuidados em geral. Uma boa maneira de garantir todo o cuidado necessário para aquele animal.

Sendo Lar Temporário: É uma experiência transformadora! As ONG’s estão em suas capacidades máximas de atendimento, com espaços lotados de cães e/ou gatos. Para poderem realizar novos resgates, só contando com voluntários LT’s (lar temporário), recebendo todo suporte para este trabalho e muito amor dos animais que são pura gratidão por terem sido salvos. É a oportunidade para ajudar a salvar, cuidar, castrar, amar e até doar uma vida que é tão dependente do ser humano, com toda responsabilidade e respeito.

Adotando: Existem muitos animais a espera de um lar responsável. Os canis lotados das ONG’s, não são a melhor condição para o bem estar completo dos animais, eles precisam e merecem famílias que possam dar atenção mais exclusiva, com carinhos, brincadeiras, passeios frequentes, comidinhas na boca e quem sabe um soninho na cama ou sofá. O agradecimento deles é dando todo amor e fidelidade que só eles tem.  Adotar um pet é salvar uma vida!

Voluntariando: Você pode servir seu tempo, seu talento ou um espaço da sua casa, para garantir que essa luta contra animais abandonados e maltratados nunca pare. Seu coração se encherá de alegria e satisfação! Salvar qualquer forma de vida, é salvar o planeta!

Agora, procure uma Organização de Proteção Animal próxima de você e mãos a obra. Faça sua parte!!

A partir de hoje inicio esse espaço para falarmos sobre a Causa Animal e o Meio Ambiente.