Se na semana passada eu falei da nova onda das letras das músicas sertanejas, não posso deixar passar em branco também a mudança na voz do sertanejo. Cada vez mais, as mulheres estão ganhando seu espaço.

Tudo começou em 2008, quando surgiu a dupla Maria Cecília & Rodolfo. Com vários sucessos, eles se firmaram no mercado, sempre com ela como primeira voz e, desde então, outras vozes femininas passaram a se destacar, em especial Paula Fernandes.

Atualmente, a bola da vez é a dupla Thaeme & Thiago. Ela ingressou no mundo sertanejo em 2010. Antes, já havia se destacado em 2007, quando venceu a segunda edição do programa Ídolos. Mas, para chegar ao sucesso, foi preciso superar alguns desafios. “É um pouco mais difícil mesmo. A Maria Cecília abriu essas portas e acabou quebrando essa barreira, um preconceito. Mesmo assim, ainda não existem tantas mulheres cantando porque existe um certo machismo na música sertaneja”, diz Thaeme.

Mas, aos poucos, a história está mudando. Mesmo com algumas letras voltadas exclusivamente para as mulheres, ao contrário do que as duplas formadas por homens tocam, Thaeme & Thiago atraem o público tanto masculino quanto o feminino, com um vasto repertório. No mês passado, a dupla esteve em Curitiba, onde tocou no Wood’s, e a fila para tirar fotos e conseguir autógrafos era imensa. Sem falar que a casa estava lotada. “Tudo que é diferente quebra barreiras. O próprio sertanejo é um estilo que não entrava na alta sociedade e agora todo mundo gosta”, avalia Thiago.

Por aqui, ainda são poucas as mulheres que cantam em baladas sertanejas. Mas não é difícil encontrá-las por aí. Fernanda Liz, que estará no Wood’s nesta sexta-feira, Michelle Reich, que tocará hoje na Shed e sexta no Victoria Villa, e Scarlet Gouveia são alguns exemplos. Já se tratando de duplas, quem está em destaque essa semana é André & Karina, que estarão no Victoria Villa hoje. Sem falar em Paula & Pâmela, uma das poucas duplas formadas por mulheres.