Olá. Sou a Carolina Soto, a Carol do RH.

A partir de hoje, dia 10 de Janeiro, inicia a obrigatoriedade do envio dos eventos do SST ao eSocial para os grupos 2 (Entidades empresariais com faturamento no ano de 2016 de até R$ 78.000.000,00 (setenta e oito milhões) e que não sejam optantes pelo Simples Nacional) e 3 (GRUPO 3 Pessoas Jurídicas – empregadores optantes pelo Simples Nacional e entidades sem fins lucrativos).

Havia muita expectativa que o início do envio desses eventos fossem prorrogados, mas a data foi mantida conforme portal do esocial.

Abaixo estão 05 dicas importantes para as empresas e clínicas do trabalho se prepararem para o envio desses eventos.

Dica 01 – Comunicação!

A comunicação entre empresas x clínicas do trabalho, neste momento, é essencial!
Até o momento o DP se comunicava com a clínica esporadicamente, quando havia a necessidade de realizar algum tipo de exame, ou no vencimento dos documentos do PCMSO ou o PGR (PPRA).

A partir de agora, a comunicação deve ser fundamental para que não haja erros no envio, não cumprimento dos prazos e definição de tarefas.

Dica 02 – Atenção à legislação em vigor

Nada mudou em relação à legislação no que tange a Saúde e Segurança do Trabalho. Como já dito em outros artigos, o Esocial tem como um dos objetivos, fiscalizar. Portanto estar atento às NR’s, prazos de realização dos exames admissionais, periódicos e demissionais, CAT, entre outros.

Dica 03 –  Diagnóstico de toda a empresa

Antes mesmo de enviar os eventos é necessário realizar um diagnóstico de toda a empresa. Verificar se existe o LTCAT (Laudo Técnico das Condições do Ambiente do Trabalho), se há necessidade de atualização e/ou revisão. Verificar ou implementar o PCMSO e o PGR (antigo PPRA). É através desses documentos que se definem prazos como os dos exames e usos de EPI’s, por exemplo.

Dica 04 – Ferramentas necessárias para realizar o envio

Buscar softwares adequados neste momento é uma das formas de aliviar um pouco o trabalho, principalmente dos profissionais do departamento pessoal. Buscar um bom software que auxilie a gestão do envio dos eventos , controle e alimente todos os campos necessários.

Dica 05 – Qualidade no envio dos eventos

Muito mais que simplesmente enviar os eventos, é necessário que esses eventos sejam enviados com qualidade.
Por isso, seguir as dicas anteriores proporcionará uma qualidade melhor no momento de enviar os dados do SST ao eSocial.

Dica Extra

A responsabilidade pelo envio das informações é da EMPRESA. Porém quem detém boa parte das informações são as clínicas de medicina do trabalho.

É extremamente importante, antes de iniciar o envio dos eventos, definir quem ficará responsável pelo envio das informações do SST ao eSocial.

Será a empresa? Será a clínica de medicina do trabalho? 

Monitorar a empresa. Monitorar o trabalhador. Ter uma comunicação direta com o RH e o Departamento Pessoal das empresas são fatores importantes para o sucesso no envio dos eventos do SST ao eSocial.

Você terceiriza o departamento pessoal da sua empresa? Está acompanhando de perto todos os envios do eSocial? O eSocial já é uma realidade e a falta de envio pode acarretar em multas para a empresa. Se tiver alguma dúvida, entre em contato comigo.

Fique ligado!

Se precisa de assessoria e/ou consultoria para o seu departamento pessoal, me siga no Instagram @Carol.dorh.

É durante as fases de maior adversidade que surgem as grandes oportunidades de se fazer o bem a si mesmo e aos outros.” Dalai Lama

Tem dúvidas sobre trabalho e não quer perguntar no RH da sua empresa?
Pergunte para a Carol do RH!

Siga também meu outro projeto Te Faz Bem.

Abraços e até a próxima.